ONU vê “decisões cruciais nos próximos dias” de superação da pandemia 
BR

25 agosto 2020

Secretário-geral diz ao Fórum Europeu de Alpbach 2020 que mundo tem oportunidade para enfrentar várias crises enquanto se recupera da Covid-19; discurso pede multilateralismo com maior inclusão e solidariedade global. 

Durante participação no Fórum Europeu de Alpbach 2020, a ONU afirmou que o mundo tem uma oportunidade única de enfrentar várias crises à medida que se recupera da Covid-19.  

A declaração do secretário-geral António Guterres foi feita em discurso virtual no evento, que reúne líderes internacionais e jovens em reflexões sobre o futuro  global.  

Oportunidades  

Mãe e filhos deslocados na cidade de Hodeida, no Iêmen, onde a Covid-19 já é uma preocupação, by Unfpa

Guterres lembrou que, já antes da Covid-19, as desigualdades, divisões sociais e a discriminação a mulheres aumentavam. Ele apontou ainda a crise ambiental e a falta de oportunidades como causas de uma “imensa frustração e desespero”.  

A proposta do chefe da ONU é que seis “ações climáticas positivas” sejam tomadas em conta no resgate, na reconstrução e na redefinição de economias.  

Primeiro, Guterres defende sociedades mais resilientes e a garantia de uma transição justa. Em segundo lugar, ele considera necessário criar empregos verdes e um crescimento sustentável.   

O chefe da ONU propõe, como terceiro ponto, que os resgates da indústria, aviação e navegação estejam em linha com os objetivos do Acordo de Paris sobre mudança climática. Como quarto ponto, Guterres realça que é preciso acabar com os subsídios aos combustíveis fósseis e ao financiamento do carvão.    

Decisões  

A quinta sugestão é que os países considerem o risco climático na tomada de todas as decisões. Essa medida é crucial nos próximos meses “à medida que empresas, investidores e países tomam decisões financeiras de longo termo sobre o futuro.”  

Por último, o secretário-geral da ONU destacou cooperação entre os países, ou o multilateralismo.  

O discurso realça que a forma como o mundo se recupera da Covid-19 é um “momento decisivo” para a ação climática, a biodiversidade e a saúde do planeta.  

Para o secretário-geral, essa recuperação deve alcançar mais fontes de instabilidade, descontentamento e agitação social. Entre elas estão partilha da riqueza, injustiça racial, discriminação a mulheres e efeitos desproporcionais da Covid-19.  

Conhecimento  

O discurso aponta haver novas facetas da desigualdade, como a exclusão nas áreas digital e de habilidades necessárias para acesso ao conhecimento.   

O chefe da ONU apontou para “a grande pressão sobre os direitos humanos” com o aumento nos discursos de ódio e nos riscos de severa resposta de forças de segurança e outras medidas repressivas a esses atos.  

Em nível internacional, Guterres defende um Novo Acordo Global para garantir que o poder, a riqueza e as oportunidades sejam compartilhados de formas mais ampla e igualitária.  

Reformas  

O secretário-geral pede ainda que a globalização seja justa com o reforço da voz dos países em desenvolvimento e de reformas em instituições multilaterais, incluindo as Nações Unidas.  

Para ele, a Covid-19 realçou que é preciso um multilateralismo eficaz que esteja em rede, que seja mais inclusivo e também dependa da solidariedade global.  

ONU News/Ana Carmo
Covid-19 já contaminou pelo menos 378 mil portugueses, desde março, causando mais de 6,2 mil mortes

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud