Agência da ONU apoia investigação sobre vazamento de petróleo nas Ilhas Maurício BR

Funcionários da OIM avaliam danos do vazamento em Bois des Amourettes, nas ilhas Maurício
OIM
Funcionários da OIM avaliam danos do vazamento em Bois des Amourettes, nas ilhas Maurício

Agência da ONU apoia investigação sobre vazamento de petróleo nas Ilhas Maurício

Clima e Meio Ambiente

Cargueiro japonês encalhou nas águas cristalinas do país em julho com risco de vazamento; desde sábado mais de 1 mil toneladas de combustível foram parar no mar; embarcação contém 4 mil toneladas de petróleo.

O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, informou que está dando apoio técnico ao governo das Ilhas Maurício com uma investigação sobre o vazamento de um navio petroleiro nas águas do país, localizado no Oceano Índico.

Em julho, um navio japonês encalhou no local com pelo menos 4 mil toneladas de combustível a bordo. No sábado, e após a embarcação partir ao meio, mais de 1 mil toneladas de petróleo foram lançadas no mar das Ilhas Maurício.

Tweet URL

Videoconferência

Além do Unodc, uma série de outras agências da ONU ajuda na resposta do governo ao incidente com o petroleiro japonês MV Wakashio.

Falando a jornalistas, por videoconferência, esta segunda-feira, o porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, disse que a resposta da ONU está sendo dirigida pela representante da ONU nas Ilhas Maurício, Christine Umutoni. 

Os especialistas da organização estão fornecendo apoio técnico na avaliação de impacto e proteção do meio ambiente e das  comunidades mais afetadas.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, já destinou US$ 200 mil a ações mais urgentes

Saúde pública

Já a Organização Marítima Internacional, OMI, e o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, nomearam um especialista em vazamentos de petróleo para apoiar o governo.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, e a Agência da ONU para Migrações, OIM estão focadas na resposta de saúde pública e nos riscos para os moradores após o vazamento

O diretor regional da OIM, Charles Kwenin, chegou esta segunda-feira ao país, em nome dos diretores regionais da ONU para a África Oriental e Austral, para oferecer apoio, solidariedade e ajudar a avaliar a situação. 

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, informou que seu Instituto Oceanográfico, está fazendo o mapeamento da região, com imagens de satélite e análises da ONU, juntamente com o governo das Ilhas Maurício.

Instrumentos legais

Em nota separada, a Conferência da ONU sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, afirma que este incidente realça a importância dos instrumentos jurídicos internacionais.

A Unctad afirma que “a responsabilização e a compensação serão críticas após o derramamento, tanto em nível econômico como em relação aos custos de recuperação do meio ambiente.”

A agência lembra ainda que estes vazamentos e as operações de limpeza podem afetar seriamente o meio ambiente. Eles também têm altos custos e implicações econômicas abrangentes.

Para terminar, a agência encoraja todos os Estados-membros a adotarem os documentos internacionais mais recentes sobre esse tema.