Em Dia Internacional Nelson Mandela, Guterres lembra “gigante moral do século 20” BR

Ex-presidente pertence ao grupo Elders, com ex-mandatários e personalidades de todo o mundo, e que foi fundado por Nelson Mandela
ONU/G Kinch
Ex-presidente pertence ao grupo Elders, com ex-mandatários e personalidades de todo o mundo, e que foi fundado por Nelson Mandela

Em Dia Internacional Nelson Mandela, Guterres lembra “gigante moral do século 20”

Assuntos da ONU

Em mensagem de  vídeo, secretário-geral homenageia “defensor global extraordinário da igualdade, da dignidade e da solidariedade”; esse ano, tema da data é “Tome uma ação, inspire a mudança”; leia a mensagem na íntegra. 

 

Mensagem do secretário-geral da ONU pelo Dia Internacional Nelson Mandela

 

Todos os anos, no aniversário de Nelson Mandela, homenageamos um defensor global extraordinário da igualdade, da dignidade e da solidariedade.  

Madiba foi um gigante moral do século 20 e o seu legado atemporal continua a guiar-nos hoje. 

O tema do Dia Internacional Nelson Mandela é “Tome uma ação, inspire a mudança”.

O tema destaca a importância de trabalhar em conjunto, desde governos a cidadãos, para construir um mundo pacífico, sustentável e igualitário.

Marcamos este dia numa altura em que a ameaça da pandemia da Covid-19 ameaça todas as pessoas, em todos os lugares, especialmente os mais vulneráveis. 

Perante estes desafios, os líderes mundiais precisam reconhecer a grande importância da unidade e da solidariedade.

A Covid-19 está a expor desigualdades profundas.

Precisamos combater essa pandemia de desigualdade com um novo contrato social para uma nova era. 

Apenas unidos podemos afastar a ameaça comum da Covid-19 e reconstruir melhor.

Enquanto as Nações Unidas marcam o seu 75º aniversário nestes tempos frágeis, refletimos sobre a vida e o trabalho de Nelson Mandela, que encarnou os mais altos valores das Nações Unidas, agiu e inspirou a mudança. 

Apesar de muitos anos como prisioneiro de consciência, Madiba manteve a dignidade e o compromisso com os seus ideais. 

O seu exemplo deve levar qualquer governo que mantenha prisioneiros deste tipo a libertá-los.

No século 21 não deve haver lugar para prisioneiros de consciência.

Nelson Mandela lembrou-nos que: “Enquanto houver injustiça e desigualdades no mundo, nenhum de nós poderá verdadeiramente descansar.” 

Neste Dia de Mandela, devemos lembrar que podemos, e devemos, ser parte de uma busca por um futuro melhor, com dignidade, oportunidade e prosperidade para todas as pessoas num planeta saudável.