Dia Mundial da População, em Moçambique, destaca força jovem no combate à pandemia
BR

11 julho 2020

Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, em parceria com governo do país africano, mobilizam ações da juventude em comunidades para conter contágio da Covid-19; cerca de 66% dos moçambicanos estão abaixo de 25 anos de idade.

O Dia Mundial da População é celebrado este ano sob o tema: Empoderar os jovens e proteger a população vulnerável: Uma resposta às emergências humanitárias. 

Em Moçambique, a agência da ONU para a área, Unfpa, comemora a data com várias ações em parceria com o governo e a juventude. 

Representante do Fundo das Nações Unidas para a População, Unfpa, em Moçambique, Andrea M. Wojnar. Foto: Unfpa

Agentes

A representante do Unfpa, no país, Andrea Wojnar, diz que no momento em que o mundo vive os impactos desastrosos da Covid -19, é necessário utilizar o poder da juventude como agentes comunitários na resposta à pandemia.

“Juntos podemos ajudar a empoderar esses grupos durante a pandemia para desacelerar e travar a propagação e fortalecer populações vulneráveis. Vamos usar este dia para refletir sobre como podemos salvaguardar os ganhos obtidos e manter o ritmo na busca pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030”.

A agência afirma que o sucesso das ações requer o engajamento de todos. O Unfpa exorta o governo e parceiros para colocarem as mulheres, jovens e meninas como prioridade e que as necessidades deste grupo sejam respondidas com urgência, especialmente em situações humanitárias.

Mobilidade

“Estamos a testemunhar o papel fundamental que os jovens podem desempenhar em tempos de crise. Dado que 66% da população do país têm menos de 25 anos, o Unfpa está comprometido, em colaborar com o governo e outros parceiros, a aproveitar o imenso poder da juventude como agentes comunitários na resposta ao Covid-19 em Moçambique”.

Um estudo global recente realizado pelo Unfpa, destaca que, caso as restrições de mobilidade continuem nos próximos seis meses e com grandes interrupções nos serviços de saúde, em todo mundo, cerca de 47 milhões de mulheres poderão ser privadas de aceder a contraceptivos modernos, o que pode resultar em cerca de 7 milhões de gestações indesejadas.

PMA/Rafael Campos
O distanciamento social está sendo praticado em centro de reassentamento no distrito de Dondo, como parte dos esforços em Moçambique para combater a propagação da Covid-19.

Gravidez

“Importa lembrar que a gravidez não pára durante uma pandemia, nem o parto, e nem os direitos humanos”. Portanto, neste Dia Mundial da População, 11 de Julho, é hora de reafirmar e agir de acordo com a visão de há 25 anos, onde o acesso à saúde e aos direitos sexuais e reprodutivos é garantido.”

A interrupção dos programas apoiados pelo Fundo das Nações Unidas para a População no terreno pode resultar em 2 milhões de casos de mutilação genital feminina e 13 milhões de casamentos prematuros que poderiam ter sido evitados até 2030.

Secretário-geral

Em mensagem sobre o Dia Mundial, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que "embora a população mundial continue a aumentar, esse crescimento é desigual."

Guterres disse que "para muitos dos países menos desenvolvidos do mundo, os desafios ao desenvolvimento sustentável são agravados pelo rápido crescimento populacional e pela vulnerabilidade às mudanças climáticas." Outros países enfrentam o problema do envelhecimento da população, que cria os desafios de um envelhecimento ativo saudável e de proteção social adequada.

Guterres destacou ainda o tema da urbanização, lembrando que 68% da população mundial deve viver em áreas urbanas até 2050. Por isso, o chefe da ONU afirma que "o desenvolvimento sustentável e as mudanças climáticas dependerão cada vez mais da gestão bem-sucedida do crescimento urbano."

Para terminar, o secretário-geral diz que, para ter sucesso na gestão destas tendências populacionais, é necessário "reconhecer a relação entre população, desenvolvimento e bem-estar individual."

De Maputo para ONU News, Ouri Pota 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud