Dia Internacional celebra trabalho de 2 milhões de marinheiros no mundo
BR

25 junho 2020

Em mensagem, secretário-geral diz que profissionais são espécie de “heróis anônimos” que transportam a vasta maioria do comércio global e entregam produtos vitais incluindo alimentos e suprimentos médicos; chefe da ONU pediu a governos que facilitem desembarque de trabalhadores impedidos de deixar os navios por causa da Covid-19.

Neste Dia Internacional do Marinheiro, as Nações Unidas destacam a “dedicação e o profissionalismo” de mais de 2 milhões de homens e mulheres que trabalham no setor.

Em mensagem, o secretário-geral da ONU, António Guterres, lembrou que os marinheiros continuam prestando um serviço essencial ao mundo em condições difíceis por causa da pandemia da Covid-19.

Países do mundo todo estão sendo solicitados a reconhecer os marítimos como trabalhadores-chave durante a pandemia do Covid-19. Foto: OMI

Longe de casa

São eles que transportam a vasta maioria do comércio global, entregam medicamentos e alimentos encarando jornadas longas longe de casa. E para o chefe da ONU, o trabalho deles precisa ser mais reconhecido.

Guterres afirmou que os marinheiros são uma espécie de “heróis anônimos” que estão tendo que lidar com um fardo pesado por causa da pandemia como ficar isolados a bordo sem poder desembarcar devido a restrições e medidas de saúde, em várias partes do mundo.

Em alguns casos, as quarentenas têm se prolongado em meses acima dos prazos regulamentados por convenções internacionais sobre o trabalho no mar. 

Crise

O chefe da ONU disse que essa é uma crise insustentável e pediu aos países que honrem os marinheiros, este ano, reconhecendo que eles são trabalhadores-chave e dando a eles a assistência necessária para que possam ser repatriados e desembarcar.

António Guterres finalizou dizendo que as agências das Nações Unidas, incluindo a Organização Marítima Internacional, OMI, em parceria com a Federação Internacional dos Trabalhadores do Transporte e outros, prepararam protocolos para facilitar o desembarque. Ele pediu aos governos que implementem essas medidas com urgência.

Segundo ele, sem os marinheiros, a economia mundial não tem como funcionar. E é possível fazer tudo para apoiar os marinheiros e o mundo a navegarem pelos desafios da pandemia.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Marinheiros são “trabalhadores-chave” e precisam de apoio durante pandemia

Em nota, secretário-geral pede a governos que ajudem centenas de milhares de profissionais de navios impedidos de desembarcar por causa de restrições relacionadas à Covid-19; alguns estão isolados há 15 meses; transporte pelo mar representa mais de 80% do comércio global.