Marinheiros são “trabalhadores-chave” e precisam de apoio durante pandemia
BR

12 junho 2020

Em nota, secretário-geral pede a governos que ajudem centenas de milhares de profissionais de navios impedidos de desembarcar por causa de restrições relacionadas à Covid-19; alguns estão isolados há 15 meses; transporte pelo mar representa mais de 80% do comércio global.

As Nações Unidas estão preocupadas com o aumento da crise humanitária e de segurança que afeta marinheiros e profissionais de navios e embarcações em todo o mundo. 

Ao todo, 2 milhões de pessoas trabalham no setor. Com as restrições de viagens impostas pela Covid-19, centenas de milhares de integrantes da tripulação ficaram impedidos de deixar as embarcações.

Governos

Em nota, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu aos governos que reconheçam, formalmente, os marinheiros como “trabalhadores-chave” permitindo a eles o desembarque seguro.

Alguns marinheiros estão isolados há 15 meses. O tempo máximo de permanência a bordo desses profissionais, estabelecido por convenções internacionais, está sendo ignorado, segundo a ONU.

O transporte por mar representa 80% do comércio global. Esses lotes também contêm suprimentos médicos, alimentos e outros bens de primeira necessidade que são vitais para a resposta e a recuperação da Covid-19.

António Guterres afirma que a crise do isolamento dos marinheiros terá consequências diretas para a indústria de transporte. 

Protocolos

O secretário-geral lembra que o mundo não tem como funcionar sem o trabalho dos profissionais de navios e marinheiros, e por isso é preciso dar a eles um maior apoio, especialmente nesse momento de pandemia.

Várias agências da ONU incluindo a Organização Internacional do Trabalho, OIT, e a Organização Internacional Marítima, atuaram com a Federação Internacional de Trabalhadores de Transporte e com a Câmara Internacional de Frete para criar protocolos de desembarque de tripulações. Esses documentos realçam preocupações de saúde pública.

Guterres pediu a todos os governos que implementem, urgentemente, esses protocolos permitindo que os marinheiros isolados deixem os navios trocando de lugar com outros profissionais que precisam embarcar.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud