OMS deve anunciar em 14 dias conclusões sobre eficácia da hidroxicloroquina para tratar Covid-19
BR

29 maio 2020

Agência da ONU suspendeu testes temporários com o medicamento por receios de segurança; nesta sexta-feira, OMS anunciou lançamento de plataforma digital para compartilhar dados, informações e propriedade intelectual sobre ferramentas de combate à doença.

O Ensaio da Solidariedade, que junta parceiros internacionais para testar tratamentos contra a Covid-19, suspendeu de forma temporária as análises sobre a eficácia da hidroxicloroquina.

Em nota, a Organização Mundial da Saúde, OS, informou que a decisão foi tomada pelo Grupo Executivo que lidera a iniciativa e motivada por pesquisas publicadas na revista cientifica The Lancet além de outros fatores.

Análise

Segundo a agência, os dados de segurança estão sendo revisados. Uma decisão final sobre danos e benefícios do medicamento será tomada pelo Conselho de Monitoramento de Segurança de Dados. 

As conclusões da revisão, que incluirão informações do Ensaio da Solidariedade, outras pesquisas em andamento e algumas já concluídas são esperadas em meados de junho.

Partilha

Esta sexta-feira, a OMS lançou uma plataforma para compartilhamento aberto de conhecimentos, dados e propriedade intelectual sobre ferramentas de combate à Covid-19. A iniciativa tem o nome C-TAP. 

Falando a jornalistas, em Genebra, o diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, disse que “a ciência está se movendo com uma velocidade incrível.” Segundo ele, “quase todos os dias há mais notícias sobre pesquisas em vacinas, diagnósticos e terapias.”

Tedros disse que, apesar desses avanços, é preciso perguntar se todas as pessoas se beneficiarão com essas ferramentas ou se elas se tornarão outro motivo para algumas pessoas sejam esquecidas.

O C-TAP tem o apoio de 35 países e inúmeros parceiros. A ferramenta complementa o ACT Accelerator, que foi lançado no mês passado para acelerar o desenvolvimento, a produção e a distribuição equitativa de vacinas, diagnósticos e tratamentos.

Objetivos

A iniciativa é voluntária e segue o exemplo de propostas sobre patentes de tratamentos para HIV e hepatite C. Segundo o chefe da OMS, o C-TAP “oferece ações concretas” e tem cinco prioridades. 

Primeiro: a divulgação de pesquisa de sequenciamento de genes. Segundo: publicação de todos os resultados de ensaios clínicos. Terceiro: incentivar governos e financiadores a incluir cláusulas de distribuição e publicação em contratos com farmacêuticas. Quarto: licenciamento de tratamentos e vacinas para grandes e pequenos produtores. E, por fim, promover modelos de inovação aberta e transferência de tecnologia. 

Para terminar, Tedros Ghebreyesus disse que “a Covid-19 destacou as desigualdades do mundo, mas também está oferecendo uma oportunidade de superar essas desigualdades e construir um mundo mais justo.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Covid-19 ameaça 14 milhões de latino-americanos com insegurança alimentar aguda, diz PMA

Em comunicado, Programa Mundial de Alimentos pede atenção urgente de governos e doadores para conter situação que afeta principalmente trabalhadores da economia informal; pandemia pode lançar 10 milhões de latino-americanos e caribenhos na pobreza.