OMS lança plataforma para compartilhar conhecimentos sobre Covid-19 BR

Bebê recebe cuidados médicos em hospital em Pequim, na China
Unicef/Zhang Yuwei
Bebê recebe cuidados médicos em hospital em Pequim, na China

OMS lança plataforma para compartilhar conhecimentos sobre Covid-19

Saúde

Nova ferramenta estará disponível na próxima semana, durante Assembleia Mundial da Saúde; agência também publicou uma descrição de uma síndrome inflamatória que tem atingido crianças na Europa e na América do Norte e que pode estar relacionada com a doença.

Na próxima terça-feira, a Organização Mundial da Saúde, OMS, lançará uma plataforma para compartilhamento aberto de conhecimentos, dados e propriedade intelectual sobre ferramentas de combate à Covid-19.

O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus, acompanhado pelo presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada, e o presidente do Chile, Sebastián Piñera.

Avanços

O chefe da OMS disse que “pesquisadores estão trabalhando a uma velocidade vertiginosa” para desenvolver vacinas, medicamentos e outras tecnologias. Apesar disso, essas ferramentas “não acabarão com a pandemia se não existir acesso equitativo.”

Segundo Tedros, “agora é o momento de os líderes se unirem para desenvolver uma nova política e ferramenta de acesso global, que transformará em realidade as boas intenções das últimas semanas.”

Na próxima segunda-feira, começa a Assembleia Mundial da Saúde, que Tedros descreveu como “uma das mais importantes da história” da organização fundada em 1948.

Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, OMS, Tedros Ghebreyesus.
Diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, OMS, Tedros Ghebreyesus, ONU/ Elma Okic

O chefe da agência disse que a pandemia de Covid-19 mostrou que “não existe compromisso entre investir em saúde e economia.”  Segundo ele, “financiar saúde de qualidade para todos, não salva apenas vidas, significa que as crianças podem ir à escola, as pessoas podem trabalhar e as sociedades e as economias são mais fortes e mais sustentáveis.”

Crianças

Esta sexta-feira, a OMS também lançou um Resumo Científico sobre Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Crianças.

Nas últimas semanas, especialistas da Europa e da América do Norte descreveram a situação de crianças internadas em unidades de cuidados intensivos. Relatos iniciais levantam a hipótese de a condição estar relacionada com a Covid-19.

Tedros disse que é “fundamental caracterizar urgentemente e cuidadosamente essa síndrome clínica, entender a causalidade e descrever as intervenções de tratamento.”

Usando sua rede global, a OMS desenvolveu uma definição preliminar do caso. Agora, a agência pede a todos os médicos do mundo que trabalhem com suas autoridades nacionais para entender melhor a síndrome.