PMA e parceiros reforçam iniciativa em áreas afetadas por ciclones em Moçambique
BR

2 maio 2020

Programas de habitação e alimentação assistem 95 mil pessoas em sete distritos da província de Cabo Delgado, o epicentro do desastre natural que deixou mais de 20 mil deslocados. 

Um ano após o ciclone Kenneth ter devastado a província de Cabo Delgado, há sinais esperança nas famílias afetadas. O Programa Mundial de Alimentação, PMA, e parceiros apoia 19 mil famílias de em distritos: Pemba, Metuge, Nangade, Macomia, Palma, Mueda e Montepuez.

Na ilha do Ibo, os beneficiários da iniciativa do PMA “Comida por Ativos Comunitários” trabalham a terra em coletivo, onde já brotam as culturas de sustento familiar como milho, ervilha, abóbora.

WFP Mozambique / Cleófas Viagem
Telma Cabre é lider comunitária, agricultora e beneficiária da iniciativa do PMA.

Chuva e vento 

Telma Cabre é lider comunitária, agricultora e beneficiária da iniciativa do PMA. Segundo ela, a parceria deve continuar para o futuro. 
 
“Quando conseguirmos uma boa colheita, vamos dividir a nossa colheita entre as famílias para o consumo. O que restar vamos vender e com o dinheiro comprar chapas de metal para cobrir as casas da comunidade a fim de nos protegermos da chuva e do vento. Gostaríamos de continuar a trabalhar coletivamente mesmo após o fim do projeto, porque descobrimos que trabalhar em associação é melhor para nós. Conseguimos cultivar áreas maiores e garantir uma melhor produção.”

 

Assistência alimentar

 
Apesar dos obstáculos causados pelo ciclone Kenneth e inundações no início de 2020, o PMA e os parceiros mantêm operacional da assistência alimentar através do transporte marítimo, salvando vidas e trazendo esperança e sonhos para a população.
 
Marcelino é membro da comunidade de Naquitengue. Ele perdeu uma das pernas numa emboscada efetuada pelos insurgentes em Cabo Delgado. Agora quer concretizar o sonho: casar com sua parceira Vitória, mãe dos seus quatro filhos.

“Se ela aceitar, eu gostaria de casar com ela oficialmente na igreja. Gostaria também de ter um espaço para construir minha casa de família em Mocímboa e ter um pequeno negócio para sustentar minha família.”

Foto ONU/Eskinder Debebe
O ciclone tropical Kenneth devastou a província de Cabo Delgado, norte de Moçambique onde 38 pessoas perderam a vida causando mais de 20 mil deslocados.

Violência 

O casal Marcelino e Vitória é um exemplo de famílias que recebem assistência alimentar do PMA. Em Mocímboa da Praia, cerca de 6 mil famílias deslocadas devido à violência recebem a mesma assistência.
 
A insegurança na província de Cabo Delgado é uma das causas de deslocados. Paulina morava em Mbau quando perdeu sua filha durante um ataque de um grupo armado. Atualmente é responsável pela guarda de três netos de seis anos a oito meses de idade.

Futuro

Paulina elogia o apoio do PMA, pois afirma que sem o mesmo não sabe como seria o futuro das netas. O apoio a deixa mais aliviada nas despesas.

O ciclone tropical Kenneth devastou a província de Cabo Delgado, norte de Moçambique onde 38 pessoas perderam a vida causando mais de 20 mil deslocados. Hoje a esperança renasce e há sonhos na comunidade.

 De Maputo para ONU News, Ouri Pota

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud