Chefe da ONU diz que mundo sofre onda de falsas informações após surgimento da covid-19
BR

14 abril 2020

Em mensagem de vídeo, António Guterres anunciou inciativa para “inundar” a internet com notícias verdadeiras sobre a pandemia; ele diz que este é o momento de ouvir a ciência e de praticar solidariedade; e que a situação é a mais desafiadora desde a Segunda Guerra Mundial. 

O secretário-geral das Nações Unidas afirmou que o mundo está lutando contra a pandemia do novo coronavírus ao mesmo tempo que enfrenta uma epidemia de falsas informações. 

Numa mensagem de vídeo, divulgada nesta terça-feira, António Guterres, disse que as pessoas estão assustadas ao redor do mundo e querem saber o que fazer e onde buscar aconselhamentos. 

Solidariedade 

Membro da equipe das Nações Unidas mostra suprimentos médicos doados para combater a covid-19 na cidade de Nova Iorque., by ONU/Robert Macpherson

Para Guterres, este é o momento de se voltar para a ciência e de praticar solidariedade. 
Ele afirmou que a epidemia de informações falsas está se alastrando assim como dicas prejudiciais de saúde e até mesmo propagandas enganosas de produtos que não têm a menor eficiência no combate ao vírus. 

Guterres frisou que essas notícias falsas predominam e que as teorias de conspiração estão contaminando a internet. 

Ele ressaltou que o ódio está se tornando viral assim como a estigmatização de pessoas e grupos.

Confiança 

Para o chefe da ONU, o mundo precisa se unir contra o que ele chamou de uma doença cuja vacina é a confiança. 

Em primeiro lugar: confiança na ciência. Ele elogiou jornalistas e outros atores que checam as notícias sobre coronavírus e as postagens nas redes sociais para atestar sua veracidade. 

Guterres afirmou que as empresas de redes sociais têm de fazer mais para combater o ódio e as premissas prejudiciais sobre a covid-19.

Fatos 

Em segundo lugar, o secretário-geral afirma que é preciso confiar nas instituições, baseadas em liderança e governança guiadas por fatos e evidências.

Guterres lembrou que a confiança mútua é fundamental assim como o respeito mútuo. Para ele, a adesão aos ditames dos direitos humanos deve ser a bússola para navegar essa crise global. 

O chefe da ONU apelou a todos que se juntem para rejeitar as mentiras e a falta de bom senso que surgem nesse momento.

Resposta de Comunicação 

Para combater a situação, o secretário-geral anunciou o lançamento da iniciativa Resposta de Comunicação da ONU para “inundar” a internet com fatos e informações científicas sobre o novo coronavírus. Segundo ele, o flagelo das informações falsas é um veneno que coloca ainda mais pessoas sob risco. 

Guterres finalizou dizendo que com uma causa em comum por fatos e bom senso, é possível derrotar a covid-19 e construir um mundo mais justo, igualitário e resiliente.  
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Unesco alerta para perigo de desinformação sobre covid-19

Em declarações à ONU News, especialista da agência afirma que “circulação desenfreada de desinformação pode ceifar vidas”; quatro iniciativas apoiarão centenas de jornalistas em países em desenvolvimento na partilha de dados sobre a pandemia

FMI: Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe têm dívida aliviada para combater covid-19

Medida ajudará a liberar fundos para um total de 25 nações; instituição quer mais recursos para iniciativa que pode fornecer cerca de US$ 500 milhões em alívio da dívida em doações.