ONU lembra importância de esporte para a paz, mesmo durante pandemia 
BR

6 abril 2020

Este 6 de abril é Dia Internacional do Esporte para Desenvolvimento e Paz; Organização Mundial da Saúde tem dicas sobre como se manter ativo sem equipamento e com espaço limitado durante restrições de combate à covid-19.

Com a pandemia de covid-19 se espalhando, a comunidade esportiva global está enfrentando sérios desafios devido às medidas impostas em inúmeros países ao redor do mundo.

No Dia Internacional do Esporte para Desenvolvimento e Paz, marcado esta segunda-feira, a ONU diz que isso não deve impedir as pessoas de serem fisicamente ativas.

Estádio de Wembley, em Londres, no Reino Unido, by Unsplash/Mitch Rosen

Importância

Em nota sobre a data, a organização afirma que as pessoas também não devem “se desconectar dos treinadores, colegas de equipe, instrutores e companheiros de torcida que ajudam a manter em forma, mas também socialmente ativos.”

O fechamento de academias, instalações esportivas e estádios, piscinas públicas e estúdios de dança impede muitos de participar de atividades esportivas ou físicas individuais ou em grupo, além de assistir a eventos esportivos ao vivo. 

Apesar dessas dificuldades, a Organização Mundial da Saúde, OMS, tem algumas dicas sobre como conseguir isso sem equipamento e com espaço limitado. Existem outras ferramentas digitais e gratuitas que incentivam pessoas de todas as idades e capacidades a permanecerem ativas enquanto permanecem em casa.

A agência recomenda 150 minutos de atividade física de intensidade moderada ou 75 minutos de intensidade vigorosa por semana, ou uma combinação de ambas.

União

Segundo a ONU, “o esporte tem o poder de mudar o mundo.” É um direito fundamental, uma ferramenta poderosa para fortalecer os laços sociais e promover o desenvolvimento sustentável e a paz, bem como a solidariedade e o respeito. 

A organização afirma que, “mesmo dentro de casa, é possível unir e compartilhar maneiras criativas de melhorar a saúde e bem-estar através do esporte e da atividade física.”

Direito

O direito de acesso e participação em esportes é reconhecido em várias convenções internacionais.
Em 1978, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, descreveu esta atividade como um "direito fundamental para todos". Segundo a ONU, no entanto, “o direito de brincar e de praticar esportes tem sido frequentemente ignorado ou desrespeitado.”

Nos anos 2000, o esporte também fazia parte dos Objetivos do Desenvolvimento do Milénio. Na Agenda 2030, a Assembleia Geral reconheceu a atividade como "um importante facilitador do desenvolvimento sustentável”, destacando a promoção da tolerância e respeito, além das contribuições para o empoderamento das mulheres e dos jovens, indivíduos e comunidades.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guterres renova pedido de cessar-fogo global alertando que “o pior ainda está por vir”  

Covid-19 levou ao apelo de pausa nos combates feito há 10 dias; secretário-geral disse que pedido foi bem recebido em todo o mundo, mas palavras ainda não se traduziram em resultados; para António Guterres, “há uma chance de paz, mas está longe e a necessidade é urgente”.