Passar para o conteúdo principal

ONU lembra importância de esporte para a paz, mesmo durante pandemia  BR

Estádios em todo o mundo estão vazios devido à pandemia
Unsplash/Anastasiia Chepinska
Estádios em todo o mundo estão vazios devido à pandemia

ONU lembra importância de esporte para a paz, mesmo durante pandemia 

Saúde

Este 6 de abril é Dia Internacional do Esporte para Desenvolvimento e Paz; Organização Mundial da Saúde tem dicas sobre como se manter ativo sem equipamento e com espaço limitado durante restrições de combate à covid-19.

Com a pandemia de covid-19 se espalhando, a comunidade esportiva global está enfrentando sérios desafios devido às medidas impostas em inúmeros países ao redor do mundo.

No Dia Internacional do Esporte para Desenvolvimento e Paz, marcado esta segunda-feira, a ONU diz que isso não deve impedir as pessoas de serem fisicamente ativas.

Estádio de Wembley, em Londres, no Reino Unido
Estádio de Wembley, em Londres, no Reino Unido, by Unsplash/Mitch Rosen

Importância

Em nota sobre a data, a organização afirma que as pessoas também não devem “se desconectar dos treinadores, colegas de equipe, instrutores e companheiros de torcida que ajudam a manter em forma, mas também socialmente ativos.”

O fechamento de academias, instalações esportivas e estádios, piscinas públicas e estúdios de dança impede muitos de participar de atividades esportivas ou físicas individuais ou em grupo, além de assistir a eventos esportivos ao vivo. 

Apesar dessas dificuldades, a Organização Mundial da Saúde, OMS, tem algumas dicas sobre como conseguir isso sem equipamento e com espaço limitado. Existem outras ferramentas digitais e gratuitas que incentivam pessoas de todas as idades e capacidades a permanecerem ativas enquanto permanecem em casa.

A agência recomenda 150 minutos de atividade física de intensidade moderada ou 75 minutos de intensidade vigorosa por semana, ou uma combinação de ambas.

União

Segundo a ONU, “o esporte tem o poder de mudar o mundo.” É um direito fundamental, uma ferramenta poderosa para fortalecer os laços sociais e promover o desenvolvimento sustentável e a paz, bem como a solidariedade e o respeito. 

A organização afirma que, “mesmo dentro de casa, é possível unir e compartilhar maneiras criativas de melhorar a saúde e bem-estar através do esporte e da atividade física.”

Direito

O direito de acesso e participação em esportes é reconhecido em várias convenções internacionais.
Em 1978, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, Unesco, descreveu esta atividade como um "direito fundamental para todos". Segundo a ONU, no entanto, “o direito de brincar e de praticar esportes tem sido frequentemente ignorado ou desrespeitado.”

Nos anos 2000, o esporte também fazia parte dos Objetivos do Desenvolvimento do Milénio. Na Agenda 2030, a Assembleia Geral reconheceu a atividade como "um importante facilitador do desenvolvimento sustentável”, destacando a promoção da tolerância e respeito, além das contribuições para o empoderamento das mulheres e dos jovens, indivíduos e comunidades.