Novo coronavírus leva ONU a cancelar eventos e adotar trabalho a distância
BR

13 março 2020

Sede em Nova Iorque suspende encontros de 16 de março até fim de abril; sede em Genebra também já opera com algumas interrupções e Centro Internacional de Viena informa que manterá funcionários fora do complexo durante 30 dias.

As Nações Unidas anunciaram novas medidas para ajudar a conter a propagação da nova cepa do coronavírus e reduzir o risco de transmissão em suas instalações em diversas partes do mundo.

O secretário-geral, António Guterres, informou aos países-membros e aos funcionários que estão cancelados todos os eventos paralelos agendados de 16 de março até o fim de abril, na sede em Nova Iorque.

Na sede da ONU em Nova York, muitos funcionários estão trabalhando de casa.
Na sede da ONU em Nova York, muitos funcionários estão trabalhando de casa. Foto: ONU/Loey Felipe

Eventos

A informação foi dada pelo porta-voz de Guterres, Stephane Dujarric.

O objetivo é mitigar o impacto do covid-19 reduzindo o movimento e contato entre as pessoas. Na quarta-feira, a Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou que o novo coronavírus tornou-se uma pandemia.

Guterres já tinha pedido um equilíbrio entre a segurança dos funcionários e representantes dos países além da necessidade de garantir que continue o trabalho da organização, em Nova Iorque e no mundo.

A sede das Nações Unidas adota a segunda de três fases da resposta para gerenciar e coordenar emergências de saúde. As medidas incluem o trabalho a distância e a ponderação sobre riscos que podem estar associados a viagens ou reuniões.

Em Nova Iorque, foram suspensas as visitas guiadas à sede da ONU para reduzir o risco de transmissão. Ainda não há nenhuma notificação de contaminação entre funcionários da organização.

Risco

Em Genebra, o Conselho de Direitos Humanos estuda suspender até nova decisão a atual 43. sessão do órgão a partir desta sexta-feira. A reunião anual do Conselho deveria durar até 20 de março.

Em Viena, uma outra sede da ONU na Europa, os trabalhadores do Centro Internacional atuarão de casa até 3 de abril. A decisão foi tomada com base em medidas das autoridades da Áustria e especialistas do Centro Internacional de Viena. Somente equipes consideradas essenciais poderão operar no complexo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud