Passar para o conteúdo principal

Meninas do futebol realizam sonho de desfilar com Marta no Carnaval do Rio BR

A estrela global do futebol e embaixadora da Boa Vontade das Mulheres da ONU, Marta Vieira da Silva, com participantes da iniciativa Uma Vitória Leva à Outra.
ONU Mulheres/Camille Miranda
A estrela global do futebol e embaixadora da Boa Vontade das Mulheres da ONU, Marta Vieira da Silva, com participantes da iniciativa Uma Vitória Leva à Outra.

Meninas do futebol realizam sonho de desfilar com Marta no Carnaval do Rio

Mulheres

Jogadora eleita seis vezes a melhor do mundo pela Fifa recebeu homenagem da Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo; samba-enredo conta a história de superação de Marta, que é também embaixadora da ONU Mulheres; atleta desfilou em carro alegórico precedido por 80 foliões vestindo o azul da ONU.

O samba-enredo da escola Inocentes de Belford Roxo contou no sambódromo a história da jogadora de futebol, Marta Vieira da Silva.

A embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres e defensora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, foi destaque de um carro alegórico em forma de uma chuteira dourada, que promoveu o trabalho dela com as Nações Unidas.

Meninas do futebol realizam sonho de desfilar com Marta no Carnaval do Rio

Dança

Marta entrou na avenida, no sábado, seguindo um grupo de 80 foliões trajando azul, a cor da ONU.

Por 40 minutos, a plateia do Sambódromo ouviu e viu em meio a cores vivas e muita dança, a trajetória de Marta, marcada por desafios e superação de barreiras de gênero.

A embaixadora é considerada uma inspiração a outras mulheres e meninas. E 16 delas, que fazem parte de uma iniciativa da ONU Mulheres de apoio ao esporte e à autonomia feminina, se juntaram à Marta no desfile.

Na avenida, a Inocentes de Belford Roxo relembrou a infância de Marta, quando jogava futebol nas ruas do nordeste, onde nasceu. A escola também destacou a mudança para o Rio de Janeiro para continuar a carreira profissional e depois a ida para a Suécia, onde jogou por vários anos, até à chegada aos Estados Unidos, onde vive e trabalha agora.

ONU Mulheres

A atuação de Marta como embaixadora da Boa Vontade para a ONU Mulheres e defensora para os ODSs, foi o tema do carro alegórico que transportou a jogadora pela avenida.

O grupo foi liderado por 16 participantes da iniciativa “Uma vitória leva à Outra” da ONU Mulheres e do Comitê Olímpico Internacional, COI.

As meninas representavam as gerações mais jovens que veem em Marta um forte modelo de luta e mudanças.

Meninas da iniciativa “Uma vitória leva à outra
UN Women/Camille Miranda
Meninas da iniciativa “Uma vitória leva à outra

Inspiração

Marta conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008. No ano passado, ela também se tornou a artilheira das Copas do Mundo da Fifa.

Para a ONU Mulheres, essa conquista única, que a diferencia como ícone do esporte, a aproxima das meninas que se inspiram em sua história.

A futebolista Kathely Rosa, de 19 anos disse a atleta é uma inspiração para ela, pois tinha lutado “contra as mesmas barreiras” que Marta conseguiu superar e que se via na história dela.

Modelo

Já Gabriela Mesquita, de 16 anos, observou que “nem todo mundo obtém informações da mesma maneira” e que quando “a mensagem do ODS 5 sobre igualdade de gênero se torna um samba, isso cria um enorme impacto social.”

Marta enfatizou o impacto do Carnaval destacando que todos estavam na avenida juntos “para romper barreiras e mostrar que a igualdade de gênero faz a diferença no mundo.” Para ela, “todos são livres para escolher o que querem fazer.”

A jogadora brasileira diz conhecer seu poder de liderar e abrir caminho a outras atletas.

O programa “Uma vitória leva à outra” é um projeto que dá às adolescentes e aos jovens a oportunidade de praticar esportes e obter habilidades para a vida.

Até o fim deste ano, cerca de 1,7 mil meninas participarão da iniciativa, que começou em 2016 como um legado dos Jogos Olímpicos do Rio.