Jogadora Marta leva Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ao Carnaval do Rio
BR

18 fevereiro 2020

A atleta será homenageada pela Escola de Samba Inocentes de Belford Roxo; samba enredo é inspirado na vida de Marta, empoderamento das mulheres e quebra de barreiras; jogadora sairá em carro alegórico com símbolo das Nações Unidas.

Marta Vieira da Silva foi eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela Fifa, por seis vezes. Nos Jogos Olímpicos de 2004 e 2008, ela ganhou a medalha de prata.

No ano passado, Marta converteu-se na maior artilheira da história das Copas do Mundo. E este ano, toda essa história servirá de inspiração para o samba enredo da escola Inocentes de Belford Roxo, em seu desfile no Carnaval do Rio de Janeiro.

Marta é também defensora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Foto: ONU News/Conor Lennon

ODSs

Marta é também defensora dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs, e embaixadora da ONU Mulheres.  Ela estará na avenida do samba, o Sambódromo do Rio, no próximo sábado, e é esperada para um público de cerca de 50 mil pessoas.

O carro alegórico terá o formato de uma chuteira dourada, com um emblema gigante da ONU, simbolizando o reconhecimento de sua jornada.

Uma vitória leva à outra

A atleta será acompanhada de meninas que participam do programa “Uma vitória leva à outra”, uma iniciativa de ONU Mulheres e do Comitê Olímpico Internacional, COI. O projeto dá às adolescentes e jovens a oportunidade de praticar esportes e obter habilidades para a vida.

Até o fim deste ano, cerca de 1,7 mil meninas participarão do programa, que começou em 2016 como um legado dos Jogos Olímpicos do Rio.

ONU

Igualdade

Ao todo, 16 delas desfilarão representando a esperança de um futuro onde homens e mulheres sejam tratados da mesma maneira. Elas também falarão da “Geração Igualdade, sobre o movimento da ONU Mulheres em comemoração ao 25º aniversário da Plataforma de Ação de Pequim. O objetivo é uma agenda mais visionária para os direitos humanos de mulheres e meninas. Entre as convidadas da escola de samba estão: Kathely, de 19 anos, Rebeca, de 14, e Hingride, de 20.

Hingride contou que ver a história de Marta na avenida significa muito para as mulheres, “porque sentimos na pele as desigualdades de gênero”. No entanto, ela diz querer mais: “não quero que as pessoas, principalmente os homens, apenas falem sobre isso. Eu quero ação e quero mudança”.

 

*Com informação do UnicRio

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

ONU Mulheres põe Marta Vieira da Silva entre suas 15 personalidades em 2019

Lista inclui ainda astronautas, ativistas, cientistas e políticas; agência da ONU espera que 2020 seja ainda melhor para as mulheres em termos de espaço e poder; vários países e organizações foram elogiados por medidas de defesa dos direitos da mulheres e de comunidades Lgbtq entre eles o Brasil.