ONU lança programa para segurança em eventos esportivos e prevenção do extremismo violento
BR

3 fevereiro 2020

Iniciativa pretende aumentar cooperação internacional nesta área, desenvolver novas políticas e identificar práticas inovadores; programa tem apoio do Catar, China e Coreia do Sul.

As Nações Unidas lançaram esta segunda-feira, em Nova Iorque, um programa global sobre segurança de grandes eventos esportivos e promoção do esporte e seus valores como ferramenta para prevenir o extremismo violento.

Secretário-geral assistente do Escritório da ONU de Contraterrorismo, Vladimir Voronkov, Foto ONU/Manuel Elias

No evento, o chefe do Escritório da ONU de Contraterrorismo, Vladimir Voronkov, disse que “esportes fazem com que as pessoas tentem ser melhores, cheguem mais alto e mais longe.”

Promoção

Para Voronkov, “não é uma surpresa que os terroristas querem destruir tudo aquilo que o esporte representa.”

Segundo ele, o esporte “promove tolerância e igualdade de gênero e fortalece comunidades, cria resiliência e usa os instintos competitivos naturais de uma forma harmoniosa.”

Por tudo isso, o subsecretário-geral acredita que a comunidade internacional tem “a obrigação moral de proteger os esportes e promovê-los como uma forma poderosa para combater o terrorismo e prevenir o extremismo violento.”

Ameaça

Nas últimas décadas, ocorreram os ataques às Olimpíadas de Munique, na Alemanha, em 1972, nos Jogos Olímpicos de Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996 e nas maratonas do Sri Lanka em 2008 e em Boston em 2013.

Segundo a ONU, os atentados “são particularmente hediondos, pois os esportes historicamente têm desempenhado um papel significativo na disseminação de valores positivos entre civilizações e culturas, especialmente para os jovens.”

O objetivo do novo programa é desenvolver políticas e práticas inovadoras, fortalecer a cooperação internacional, estimular parcerias público-privadas e novas abordagens de segurança.

Nos próximos meses, será lançada a campanha "Say NO to Terrorism", “Diga NÃO ao Terrorismo”, com atletas e organizações da sociedade civil.

Especialistas

O lançamento do programa será seguido por uma reunião internacional de dois dias. O evento reúne, pela primeira vez, especialistas dos Estados-membros, organizações internacionais e regionais, federações esportivas e representantes do setor privado. Um segundo encontro sobre o tema está marcado para abril.

No final dos eventos, deverá ser criado um pacote de diretrizes para ajudar os Estados-membros a organizar eventos esportivos. Ao mesmo tempo, a Unoct está desenvolvendo uma Rede Digital Global de pontos de contato que ajudará na troca de informação e boas práticas. 

O novo programa é uma iniciativa conjunta do Escritório de Combate ao Terrorismo das Nações Unidas, Unoct, do Instituto de Pesquisa Inter-Regional de Crime da ONU, Unicri, a Aliança de Civilizações da ONU, Unaoc, e o Centro Internacional de Segurança do Esporte.

O programa tem o apoio do Catar, da China e da Coreia do Sul.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Agência da ONU para Refugiados recebe prêmio do Comitê Olímpico Internacional

A distinção “Copa Olímpica” reconhece trabalho de apoio a refugiados e comunidades de acolhimento usando esporte e promovendo valores do movimento olímpico; distinção é entregue desde 1906; escolha da próxima delegação do Acnur para as Olimpíadas 2020 deve sair em junho.