Guterres: situação na Península Coreana continua muito preocupante
BR

30 janeiro 2020

Secretário-geral discursou no Conselho de Segurança sobre cooperação com Associação das Nações do Sudeste Asiático; chefe da ONU agradeceu apoio desses países para as operações de paz e na resposta à crise dos refugiados rohingya.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, participou esta quinta-feira num encontro do Conselho de Segurança sobre cooperação com Associação das Nações do Sudeste Asiático, Asean.

Falando sobre as relações entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, o chefe da ONU disse que a situação na Península Coreana continua “muito preocupante”.

Sala do Conselho de Segurança, em Nova Iorque, Foto ONU/Eskinder Debebe

Cooperação

António Guterres afirmou que, “através de uma diplomacia pública e discreta”, os países da Asean “contribuíram para os esforços de promoção da paz e seguranca e a desnuclearização completa, e verificável, da Península Coreana.”

O secretário-geral afirmou que “nestes tempos de desafios complexos crescentes para a paz e segurança globais, a cooperação e os esforços multilaterais, incluindo parcerias entre a ONU e organizações regionais, são essenciais.”

Parceria

A Asean é composta por 10 Estados-membros: Indonésia, Malásia, Filipinas, Cingapura, Tailândia, Brunei, Vietnã, Mianmar, Laos e Camboja. Fundada em 1967, a parceria com a ONU foi oficializada em 2011.

Neste momento, sete países da Asean contribuem com 5 mil boinas-azuis e policiais para as forças de paz da ONU. Todos os 10 Estados-membros apoiam a iniciativa Ação para Manutenção da Paz, lançada pelo secretário-geral em 2018.

António Guterres disse que o envolvimento da Asean na crise da minoria muçulmana rohingya, em Mianmar, “tem enorme importância para as Nações Unidas.” Segundo ele, “é essencial encontrar uma solução para a situação difícil dos deslocados e refugiados que ainda vivem em condições desesperadoras.”

O secretário-geral disse ainda que é preciso “criar as condições necessárias para o regresso seguro e voluntário” destas pessoas aos seus locais de origem.

Cooperação

António Guterres destacou o diálogo entre os países da Asean e a China, dizendo que contribuem para “a manutenção da paz regional e segurança marítima”, incluindo disputas no Mar do Sul da China.

Em 2020, dois Estados-membros da Asean, Vietnã e Indonésia, estão no grupo de 10 membros não-permanentes do Conselho de Segurança. Guterres espera que isso “fortaleça os laços” entre as duas organizações.

Olhando para o futuro, ele destacou muitas áreas de cooperação, mencionando manutenção de paz, cooperação técnica e agendas comuns para a paz, segurança, juventude e direitos humanos.

António Guterres falou ainda sobre cooperação na área da crise climática, apontando as suas implicações nas áreas da paz e segurança.

Segundo ele, quatro países-membros da Asean estão entre os Estados mais afetados pela mudança climática. O secretário-geral diz que é preciso “tomar ações urgentes para fortalecer a adaptação e aumentar a resiliência a desastres.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guterres "profundamente preocupado" com situação nuclear na Coreia do Norte

Líder norte-coreano, Kim Jong-Un, anunciou fim da moratória em testes nucleares; secretário-geral afirmou que não-proliferação deste tipo de armamento continua sendo pilar fundamental da segurança global.