Atenção para comunicações fraudulentas em nome das Nações Unidas

20 janeiro 2020

Somente no Brasil, ONU obteve mais de 750 pedidos de informação ou questionamentos de pessoas que haviam recebido mensagens sobre promessas de trabalho na organização, e de supostos “funcionários” que estariam precisando de ajuda financeira.*

Em 2019, as Nações Unidas no Brasil receberam mais de 750 pedidos de informação ou questionamentos de brasileiras sobre a identidade de homens que dizem trabalhar para a Organização e com os quais iniciaram relacionamentos virtuais.

Por meio de mensagens, pessoas se identificando como funcionários da ONU ou de um Estado-membro atuando em forças de paz pedem dados pessoais das mulheres, frequentemente, dizendo que precisam de dinheiro “para tirar férias”.

Pedido de Férias

A ONU esclarece que os próprios funcionários são responsáveis por solicitar suas férias e que tal direito não tem qualquer custo para seus trabalhadores.

As Nações Unidas também esclarecem que não cobram qualquer taxa durante seu processo de recrutamento, outro tipo comum de tentativa de fraude. A organização alerta também que, sob qualquer hipótese, não solicita informações de indivíduos em relação a suas contas bancárias ou outras informações pessoais.

Prêmios, recursos, certificados ou bolsas acadêmicas também não são oferecidos pela internet ou por telefone. Iniciativas fraudulentas frequentemente usam a logomarca da ONU para se beneficiar indevidamente.

Com proceder

A ONU recomenda que os destinatários de mensagens fraudulentas ou suspeitas ajam com extrema cautela e não respondam a pedidos de transferências de fundos nem forneçam informações pessoais.

Qualquer pessoa com dúvidas sobre a autenticidade de uma mensagem ou telefonema em nome das Nações Unidas pode enviar um e-mail solicitando esclarecimentos, por meio do “Fale Conosco” da organização: www.onu.org.br/contato.

No Brasil, as vítimas devem ser orientadas a informar o incidente em qualquer Delegacia de Polícia ou nas Delegacias de Repressão aos Crimes de Informática.

Confira aqui o alerta da ONU com mais informações.

 

*Com informações da ONU Brasil

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud