Exposição na ONU marca Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino
BR

27 novembro 2019

São mais de 20 fotos com declarações de apoio proferidas por personalidades internacionais, artistas e ganhadores do Prêmio Nobel da Paz como a ativista paquistanesa Malala Yousafzai e o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela.

Uma exposição de fotos, na sede da ONU em Nova Iorque, é um dos destaques da celebração do Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino, marcado em 29 de novembro.

A exibição “Palestina – a mais universal das causas nacionais” reúne declarações do ator de Hollywood, Richard Gere e dos vencedores do Prêmio Nobel da Paz, Malala Yosafzai, e Nelson Mandela.

Dois Estados

Crianças em Gaza, onde a Unrwa assiste cerca de 1 milhão de refugiados palestinos, Banco Mundial/Natalia Cieslik

Mandela, por exemplo, afirmou durante um discurso em Pretória, em 1997, que a “liberdade só seria completa, quando ocorresse a liberdade do povo palestino”. Para Malala, a educação é fundamental para que as crianças palestinas possam viver livres e seguras.

O ator Richard Gere afirmou que os israelenses precisam viver em segurança, mas que os palestinos não podem ter uma vida de desespero.

O Dia Internacional em Solidariedade ao Povo Palestino cai em 29 de novembro porque nesta mesma data, em 1947, a Assembleia Geral adotou a resolução 181 (II), que ficou conhecida como a Resolução para a Partilha, que daria origem ao estabelecimento de dois Estados: um árabe e outro judaico com Jerusalém como um “corpo separado” e sob um regime internacional especial. A sessão foi presidida na época pelo brasileiro Oswaldo Aranha.

Sociedade civil

Este ano, os eventos ocorrem com antecedência por causa do feriado do Dia de Ação de Graças, nos Estados Unidos. Outras sedes da ONU em Genebra, Nairóbi e Viena também comemoram a data.

Em Nova Iorque, o dia começa com uma reunião especial da Assembleia Geral, que deve contar com a presença do presidente da Casa, Tijjani Muhammad-Bande, e o presidente rotativo do Conselho de Segurança assim como a do secretário-geral, António Guterres. Vários representantes de delegações e da sociedade civil também devem discursar sobre a Questão Palestina, como o tema é classificado em  várias resoluções da ONU.

Todos os anos, a Assembleia Geral analisa o relatório da Comissão sobre o assunto. O próximo debate começa na terça-feira, 3 de dezembro. A Assembleia deve adotar quatro resoluções sobre o tema.

O Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino foi criado em 1977 por uma resolução da Assembleia Geral.

A exibição “Palestina – a mais universal das causas nacionais” deve ficar aberta na sede da ONU até 6 de janeiro.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud