Mundo precisa de US$ 264 bilhões para promover avanços em população e desenvolvimento
BR

12 novembro 2019

Investimento pode acelerar combate a mortes maternas evitáveis, violência de gênero e práticas que prejudicam as mulheres; novo estudo foi apresentado em Nairóbi na Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento.*

Cerca de US$ 42 bilhões são atualmente aplicados na ajuda ao desenvolvimento, o que significa que é preciso US$ 222 bilhões em investimentos para promover avanços transformadores na próxima década. O valor que falta poderia ser do investimento estrangeiro, de verbas públicas nacionais ou do setor privado.

As conclusões constam de um estudo conjunto de pesquisadores do Fundo da ONU para a População, Unfpa, e da Universidade Johns Hopkins, em colaboração com a Universidade Victoria, a Universidade de Washington e a Avenir Health.

Nairobi, capital do Quênia. Foto: ONU Habitat/Julius Mwelu

Conferência

 O documento foi lançado no encontro de cúpula que marca os 25 anos após a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, Icpd25, em Nairóbi no Quênia.

Na abertura da reunião, a vice-secretária-geral da ONU, Amina Mohammed, disse que não se pode alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres sem que estas tenham o poder de tomar suas próprias decisões sobre conceção.

Para a representante é momento de se tomar medidas urgentes de governos, sociedade civil, setor privado e Nações Unidas para cumprir de forma plena essa promessa negada a milhões.

Meninas 

O estudo destaca que os dados recolhidos condicionam o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs. As vantagens incluem poupar custos por várias gerações, uma vez que mulheres e meninas saudáveis podem contribuir com sua produtividade e criatividade para sociedade.

A diretora executiva do Unfpa, Natalia Kanem, comentou o estudo afirmando que todos sabem quanto e onde é preciso investir. Ela considera que estes investimentos transformarão a vida de mulheres e meninas, as sociedades e o mundo.

Após analisar 120 países, o estudo estima que para conter  mortes evitáveis relacionadas à gravidez e ao parto sejam necessários US$ 115,5 bilhões. Mais de 95% de mães morrem nessas situações. O valor seria para custos com profissionais de saúde, remédios e suprimentos obstétricos.

Em relação à violência baseada no gênero será necessário investir US$ 42 bilhões em 132 países prioritários em vários programas. O investimento inclui assistência psicossocial, tratamento médico e kits para sobreviventes de estupro, além de promover o combate à violência e ao abuso de mulheres e meninas.

Pnuma/Georgina Jane Smith
A vice-secretária geral da ONU, Amina Mohammed encontra estudantes em Nairóbi, no Quênia.

Educação

Para combater a mutilação genital feminina será preciso aplicar US$ 2,4 bilhões em atividades de educação e mudança de normas sociais em 31 países prioritários. Já o combate ao casamento infantil deve envolver US$ 35 bilhões, para evitar 90% de casos.

Os participantes do encontro defendem um esforço conjunto para atingir essas metas. A pesquisadora da Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg, Vitória Chou disse que “sem que todos juntem os remos, o barco não vai se mover muito e, se não estivermos sincronizados, simplesmente giraremos em círculos".

O Unfpa organiza o encontro de cúpula sobre população e desenvolvimento em parceria com os governos do Quênia e da Dinamarca.

 

*De Nairóbi para ONU News, Ouri Pota.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Especialistas defendem que chegou a hora de mundo renovar compromisso com direitos das mulheres

Declaração marca início do Encontro de Cúpula sobre 25 anos da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento, Icpd25; mais de 800 mulheres morrem devido a causas evitáveis ​​relacionadas à gravidez e ao parto.

Em Nairóbi, mundo quer avançar metas sobre População e Desenvolvimento

Evento no Quênia marca 25 anos da Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento da ONU, Icpd, realizada no Cairo; temas da reunião incluem acesso a contraceptivos, aumento de fundos e saúde sexual em situações humanitárias.*