EUA apresentaram à ONU pedido formal de retirada do Acordo de Paris BR

Setores de petróleo e gás carecem de regulamentação mais rigorosa das emissões do metano
Banco Mundial/Curt Carnemark
Setores de petróleo e gás carecem de regulamentação mais rigorosa das emissões do metano

EUA apresentaram à ONU pedido formal de retirada do Acordo de Paris

Clima e Meio Ambiente

Notificação de saída foi feita às Nações Unidas no dia do quarto aniversário da entrada em vigor do pacto; pelos termos do acordo, saída norte-americana deve acontecer em 4 de novembro de 2020.

As Nações Unidas anunciaram que o secretário-geral, António Guterres, foi informado pelo  governo dos Estados Unidos que o país começará a se retirar formalmente do Acordo de Paris sobre a mudança climática.

Uma nota emitida pelo porta-voz da organização confirma que o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, assinou a carta. A medida entra em vigor um ano após a notificação formal da saída.

Resposta 

Segundo o artigo 28, parágrafo 2 do Acordo de Paris, a retirada dos Estados Unidos deverá ocorrer no dia 4 de novembro de 2020.

A notificação dos EUA é o primeiro passo do processo de um ano para a saída do país. O pacto visa reduzir as emissões de gases que provocam o aquecimento do planeta através do reforço da resposta global a esta ameaça.

Em 2017, o presidente Donald Trump anunciou a intenção de retirar os EUA do acordo, que foi assinado pelo país em 22 de abril de 2016. A ONU destaca ainda, que depois disso, “os Estados Unidos manifestaram o seu consentimento em ficar vinculados pelo Acordo mediante sua aceitação em 3 de setembro de 2016”.

The #ParisAgreement's Entry Into Force on 4 November 2016 was the fastest of any international agreement. Let's keep up crucial momentum for global #ClimateAction!” #COP25 #COP26 #Global Goals pic.twitter.com/PcQh2FpDxb

— Patricia Espinosa C. (@PEspinosaC) November 4, 2019
Em 2017, o presidente Donald Trump anunciou a intenção de retirar os EUA do acordo, que foi assinado pelo país em 22 de abril de 2016.
ONU/Mark Garten
Em 2017, o presidente Donald Trump anunciou a intenção de retirar os EUA do acordo, que foi assinado pelo país em 22 de abril de 2016.

Ação Climática

A notificação de saída foi dada à ONU na data que marcou o terceiro aniversário da entrada em vigor do Acordo de Paris, em 4 de novembro de 2016.

Para marcar a data, a secretária executiva da Convenção da ONU sobre Mudança Climática, Patrícia Espinosa, disse que o pacto foi mais rápido que qualquer outro acordo internacional. Em mensagem no Twitter, ela apelou aos países que mantenham “a dinâmica do momento crucial para a ação climática global”.