ONU preocupada com relatos de violência na Bolívia após eleições
BR

23 outubro 2019

Porta-voz do secretário-geral, Stephane Dujarric, afirmou que Nações Unidas estão acompanhando de perto notícias sobre incidentes violentos; chefe da ONU pediu a todos os bolivianos que demonstrem moderação e espírito cívico.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, pediu à Bolívia que exerça moderação após relatos de violência em protestos surgidos após as eleições presidenciais do país.

Respondendo a perguntas de jornalistas, o porta-voz de Guterres, Stephane Dujarric, afirmou que o chefe da ONU está acompanhando a situação e notícias de incidentes violentos.

Tensão

Guterres está “preocupado” com os incidentes. Ele afirmou que nesta fase do processo eleitoral, todos os líderes políticos e seus seguidores devem contribuir para reduzir a tensão evitando atos de violência.

Para o secretário-geral é preciso seguir os meios legais existentes para resolver diferenças e disputas sobre a eleição.

António Guterres pediu aos bolivianos que mantenham o que chamou de “espírito cívico louvável” que foi por eles demonstrado pela participação nesse processo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Fim de desigualdade nas Américas é essencial para garantir saúde universal no continente

Ministros da Saúde da região concordaram com uma abordagem coletiva para eliminar mais de 30 doenças transmissíveis e síndromes relacionadas até 2030; entre elas estão HIV, sífilis, hepatites B e C, esquistossomose, tracoma, doença de Chagas, malária, cólera e raiva humana.

Campanha visa intensificar vacinação em fronteiras do Mercosul

Iniciativa tem como objetivo aumentar imunização contra sarampo, febre amarela e outras doenças; campanha será realizada, simultaneamente, conforme calendário de vacinação de cada país.