Líbia: Unicef diz que crianças devem ser protegidas de ataques em qualquer lugar
BR

22 outubro 2019

Três irmãs morreram dentro de casa num bombardeio; perto da capital, Trípoli, cinco alunos ficaram feridos num ataque a uma escola; combates entre tropas do governo e forças do autoproclamado Exército Nacional da Líbia intensificam-se.

Com a continuação da violência na Líbia, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, informou que nas últimas duas semanas, muitas crianças têm sido atingidas, gravemente, na capital do país, Trípoli.

Em nota, emitida esta terça-feira, o Escritório Regional do Unicef, em Amã, na Jordânia, revela que sete crianças morreram e dezenas ficaram feridas nos ataques.

 Vista aérea de Trípoli, capital da Líbia.
Vista aérea de Trípoli, capital da Líbia. Foto: ONU/Abel Kavanagh

Vítimas

O Unicef destaca que as crianças líbias são as primeiras vítimas em várias áreas do oeste do país.

A agência lembra que os menores têm que ser protegidos, onde quer que estejam. O apelo às partes do conflito é que não ataquem casas, escolas, hospitais e instalações médicas.

A atual onda de confrontos em Trípoli envolve forças do autoproclamado Exército Nacional da Líbia, do comandante Khalifa Haftar, e tropas do governo reconhecido pela comunidade internacional. As ações militares começaram em abril.

Na quinta-feira passada, três crianças e duas mulheres foram mortas na estrada principal da cidade perto da capital.

Escolas

Na segunda-feira, 14 de outubro, um ataque matou três irmãs. A mãe delas e uma quarta menina ficaram gravemente feridas ao serem alvejadas dentro de casa, na capital Trípoli.

No dia anterior, um ataque similar matou uma criança de 13 anos. No início deste mês, cinco menores ficaram feridos num incidente que atingiu a escola deles em Janzour, a 18 km de Trípoli.

 Pacientes em tratamento no Hospital do Governo de Trípoli, na Líbia.
Ocha/D.Palanivelu
Pacientes em tratamento no Hospital do Governo de Trípoli, na Líbia.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud