Secretário-geral elogia iniciativa de diálogo no Equador  
BR

14 outubro 2019

Primeira reunião de diálogo estava programada para ocorrer na tarde deste domingo; presidente do país, Lenín Moreno, transferiu capital de Quito para Guayaquil após uma onda de protestos ter tomado as ruas do país.

Em nota emitida pelo seu porta-voz, António Guterres fez um apelo para que  todos os envolvidos se comprometam com um diálogo inclusivo e eficaz e trabalhem em busca de uma solução pacífica para os importantes desafios que o Equador enfrenta. 

O chefe da ONU também pediu que todas as partes reduzam as tensões, evitem atos de violência e ajam com o máximo de moderação.

Sede das Nações Unidas em Nova Iorque., by ONU/Rick Bajornas

Reunião

A ONU no Equador informou que a primeira reunião de diálogo que tinha sido programada para a tarde deste domingo em Quito teve que ser adiada por causa de dificuldades operacionais devido à situação do país. No entanto, todas as partes teriam confirmado seu interesse em reunir-se.

O presidente do país, Lenín Moreno, transferiu a capital de Quito para Guayaquil após uma onda de protestos ter tomado as ruas do país.

As manifestações, que já completaram mais de uma semana, começaram com o aumento em mais de 120% do preço dos combustíveis. Muitos indígenas também saíram às ruas para pedir mudanças.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Ganhador do Prêmio Nobel da Paz, protestos no Equador e o Dia Internacional da Menina

Neste #DestaqueONUNews, saiba mais sobre o ganhador do Prêmio Nobel da Paz que já foi boina-azul da ONU na África. Presidente do Equador envia carta ao secretário-geral pedindo ajuda para conter a tensão causada pelos protestos no país sul-americano. E no final: a imparável força jovem feminina no Dia Internacional da Menina.