ONU: “Batalha do clima será ganha ou perdida nas cidades”
BR

11 outubro 2019

Cúpula Mundial de Prefeitos C40 acontece na Dinamarca até sábado; secretário-geral das Nações Unidas lembrou que mais de metade da população mundial vive em cidades; Lisboa, Rio de Janeiro e São Paulo participam no evento.

A Cúpula Mundial de Prefeitos C40 reúne até sábado em Copenhague, na Dinamarca, os líderes das maiores cidades do mundo para reforçar a luta contra a mudança climática.

Lançado em 2005, o Grupo C40 de Grandes Cidades para a Liderança Climática inclui mais de 90 centros urbanos. Entre as cidades lusófonas participam Lisboa, de Portugal, e Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, do Brasil.

São Paulo recebeu a Cúpula Mundial de Prefeitos C40 em 2011, Banco Mundial/Mariana Ceratti

Batalha

O secretário-geral da ONU, António Guterres, discursou esta sexta-feira no encontro e disse que “as cidades são, em grande parte, onde a batalha do clima será ganha ou perdida.”

Os centros urbanos têm uma grande pegada ecológica, sendo responsáveis por mais de dois terços da energia consumida em todo o mundo e cerca de 70% das emissões de CO2.

Mais de metade da população mundial vive em cidades. Até 2050, quase sete em cada 10 pessoas viverão em zonas urbanas. Mais de 90% desse crescimento deve acontecer em países em desenvolvimento.

O chefe da ONU afirmou que “sem um planejamento urbano que leve em conta o clima, as consequências serão profundas.”

Promessas

O secretário-geral também disse que o mundo está vivendo “uma crise urgente” e destacou as conclusões do Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas, Ipcc. Segundo o relatório, o mundo deve limitar o aumento de temperatura a 1,5º C até ao final do século, comparando com os valores pré-revolução industrial.

Guterres lembrou ainda o Encontro de Cúpula de Ação Climática, que aconteceu em setembro em Nova Iorque. Durante a reunião, mais de 70 países assumiram o compromisso de ter neutralidade em carbono até 2050 e mais de 100 cidades anunciaram um aumento dos esforços a partir de 2020.

O chefe da ONU disse que é preciso “continuar este movimento” e que as cidades do C40 podem liderar esse caminho.

Iniciativas

António Guterres apontou ainda vários projetos da organização, como a Iniciativa Dieta Saudável Planetária para Todos. O consumo de comida é responsável por 13% das emissões nas cidades, com a carne e os laticínios respondendo por 75% do total.

Guterres também mencionou a iniciativa Cidades Ar Limpo, que busca cumprir as recomendações da Organização Mundial da Saúde, OMS. Ele disse que cerca de 90% dos moradores dessas áreas respiram ar poluído e que isso é “inaceitável.”

O secretário-geral pediu mais ação em quatro áreas. Em primeiro lugar, o alinhamento de investimentos com as prioridades do Acordo de Paris. Depois, o fortalecimento de planos nacionais e a promoção de novos investimentos e oportunidades de financiamento. Por último, a garantia de uma transição para uma economia com baixas emissões que não deixe ninguém para trás.

O chefe das Nações Unidas lembrou que as energias renováveis criam hoje mais empregos do que os combustíveis fosseis, mas disse que "é difícil explicar isso a um trabalhador de uma mina de carvão.”

Ele afirmou que “é preciso ter a certeza de que existem políticas sociais para resolver as ansiedades e preocupações das pessoas que podem ser vítimas da ação climática, mesmo que ela seja essencial para salvar o planeta.”

Encontro

Esta é a 6ª edição da Cúpula Mundial de Prefeitos C40, que acontece a cada dois anos. Em 2011, São Paulo foi a cidade anfitriã.

Em 2019, a organização escolheu Copenhague para realizar o evento porque a capital da Dinamarca “é pioneira na criação das cidades sustentáveis e saudáveis do futuro.”

A cidade assumiu o compromisso de atingir a neutralidade do carbono nos próximos cinco anos. As políticas de reciclagem da capital dinamarquesa já permitem evitar 20 mil toneladas de emissões por ano.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Chefe da ONU diz que se recusa a ser cúmplice na destruição do planeta Terra

Secretário-geral, António Guterres, fez a declaração na abertura do Encontro de Cúpula sobre Ação Climática; segundo ele, o “tempo está a acabar, mas ainda não é tarde demais”; mais de 80 líderes internacionais participam do evento.