Chefe da ONU elogia afegãos que votaram enfrentando preocupações de segurança

29 setembro 2019

Cinco anos depois da última eleição, Afeganistão realizou este sábado votação para escolher próximo presidente; Comissão Nacional Eleitoral estima que apenas 2,2 milhões dos 9 milhões de eleitores registrados foram às urnas.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, destacou este domingo a realização das eleições presidenciais no Afeganistão

No sábado, 28 de setembro, os afegãos foram às urnas para escolher o seu próximo presidente. A última eleição presidencial no país aconteceu em 2014.

Segurança

Mulher vota em Cabul em 2018, Fardin Waezi/Unama

Em nota, o chefe da ONU elogiou "todos os afegãos que exerceram sua voz democrática e mantiveram seu direito de voto, enfrentando preocupações de segurança." Ele deu os parabéns "pelo compromisso de selecionar seus líderes através das urnas."

Segundo agências de notícias, a participação dos eleitores foi menos da metade da última vez que os afegãos escolheram um presidente.

Com pouco mais da metade dos votos contados, a Comissão Eleitoral Independente estimou que apenas 2,2 milhões dos 9 milhões de eleitores registrados votaram. Esta é a quarta vez que o país escolhe seu presidente.

Nos últimos meses, o Afeganistão foi atingido por vários ataques que causaram preocupações de segurança.

Um dos ataques, em Charikar, matou cerca de 26 pessoas, incluindo crianças. Uma explosão na Zona Verde de Cabul, onde estão localizados o Ministério da Defesa e a embaixada dos Estados Unidos, matou outras 22 pessoas.

Reclamações

O secretário-geral incentiva todas as partes a permitirem que as instituições eleitorais cumpram suas responsabilidades até ao final. Segundo ele, quaisquer reclamações devem ser resolvidas através dos canais e procedimentos apropriados.

 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guterres diz que "não há lugar para violência, intimidação ou fraude" em eleições no Afeganistão

País realiza este sábado, 28 de setembro, eleições presidenciais, que contam com o apoio logístico das Nações Unidas; vários ataques relacionados com a votação aconteceram nos últimos meses.