Na ONU, Guiné-Bissau fala de estabilidade e empoderamento feminino

24 setembro 2019

Ministra dos Negócios Estrangeiros, Suzi Barbosa, destaca a aposta do país em igualdade de gênero; em 24 de novembro, guineenses voltam às urnas para escolher o novo presidente do país.

A dois meses da realização das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, a ministra dos Negócios Estrangeiros do país, Suzi Barbosa, apontou a busca da estabilidade como uma das principais mensagens à Assembleia Geral das Nações Unidas.

De acordo com a chefe da diplomacia guineense, a comunidade internacional é essencial no caminho de busca de estabilidade no país, que esta terça-feira celebrou 46 anos de independência.

Avanços

Na quinta-feira, a Guiné-Bissau apresenta o seu discurso no debate de alto nível da Assembleia Geral das Nações Unidas em momento que para a ministra é uma ocasião para destacar avanços.

“A primeira grande mensagem que Guiné-Bissau traz é a da promoção da mulher. Esta delegação é, pela primeira vez, constituída por três mulheres. Nós representamos a Guiné-Bissau demonstrando a aposta que este governo faz para o aumento do empoderamento da mulher. Por outro lado, a Guiné-Bissau está num período bastante intenso.”

Nesta quarta-feira, o país encerra a apresentação de candidatos às eleições presidenciais, um pleito realizado após as eleições legislativas a 10 de março.

Parceiros

“Nós temos que organizar as nossas eleições presidenciais para o dia 24 de novembro após as eleições legislativas que já tivemos este ano nas quais o meu partido foi realmente o vencedor. Viemos aqui às Nações Unidas mostrar esta vontade de encontrar realmente a estabilidade e a paz na Guiné-Bissau para que o país realmente se possa desenvolver. Contamos com todos os parceiros e principalmente das Nações Unidas para nos apoiarem para alcançarmos esta paz almejada e a estabilidade que o povo da Guiné-Bissau já precisa.”

As Nações Unidas apoiam com meios técnicos a realização das eleições deste ano na Guiné-Bissau que devem envolver mais de 761 mil eleitores.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud