Brasil diz, na ONU, que é exemplo em medidas para combater mudança climática BR

O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, lembrou o progresso feito pelo Brasil para cumprir o Acordo de Paris, destacando as energias renováveis.
Reprodução
O ministro do Meio Ambiente do Brasil, Ricardo Salles, lembrou o progresso feito pelo Brasil para cumprir o Acordo de Paris, destacando as energias renováveis.

Brasil diz, na ONU, que é exemplo em medidas para combater mudança climática

Clima e Meio Ambiente

Ministro do Meio Ambiente do país, Ricardo Salles, falou à ONU News sobre a mensagem que traz ao Encontro de Cúpula sobre Ação Climática; ele lembrou que o Brasil tem avançado para cumprir metas do Acordo de Paris.

O Brasil enviou seu ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para participar do Encontro de Cúpula sobre Ação Climática, que ocorre nesta segunda-feira, na sede da ONU em Nova Iorque.

Em declaração à ONU News, o ministro disse que o país tem avançado no cumprimento de metas do Acordo de Paris sobre o tema.

Floresta Nacional do Tapajós, no Brasil.
Floresta Nacional do Tapajós, no Brasil. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Metas

Segundo ele, o país é “um exemplo do que deve ser feito em termos de medidas concretas para o combate à mudança climática.”

“O Brasil é o país, dentre os países da ONU, que mais está fazendo pelo combate à mudança climática. No Acordo de Paris, o Brasil está indo muito bem em todas as suas metas. Tem no etanol a mudança da matriz de energias renováveis. Enfim, o Brasil é um exemplo do que deve ser feito em termos de medidas concretas para o combate à mudança climática.”

O encontro de Cúpula em Nova Iorque reúne cerca de 80 líderes internacionais de governos, da sociedade civil e do setor privado.

Dos países de língua portuguesa, apenas Portugal deve discursar no evento.

Para o ministro Ricardo Salles, o combate à mudança climática requer financiamento, especialmente para a transição de uma nova economia baseada em energias renováveis.

“O que nós esperamos é que também os outros países sigam o exemplo do Brasil e consigam entregar as suas medidas, consigam ir bem nos seus compromissos. Para isso, inclusive, a parte financeira, que foi prometida aos países em desenvolvimento. O valor de US$100 bilhões por parte dos países desenvolvidos. É importante lembrar que esse valor começa a ser entregue a partir do ano que vem, em caráter anual, e o Brasil e os outros países em desenvolvimento contam com esses recursos para fazer ainda mais.”

Ministro do Meio Ambiente do Brasil destaca progressos do país na área ambiental

Evento

Na abertura do encontro, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que não quer ser cúmplice da destruição do planeta Terra pela mudança climática.  Ainda durante a abertura, a ativista sueca, de 16 anos, Greta Thunberg também falou sobre a força jovem na exigência de medidas de líderes internacionais para combater o que ela chama de crise do clima.

Os compromissos dos países estão sendo feitos anunciados em 12 painéis, de 10 a 15 minutos.