5 minutos com a enviada da juventude da ONU sobre a Cúpula do Clima
BR

21 setembro 2019

É fundamental que os jovens sejam ouvidos na luta contra a mudança climática que representa o futuro do planeta. Somos 1 bilhão e 800 milhões de vozes, diz a enviada do secretário-geral para a juventude, Jayathma Wickramanayake.

Ativistas climáticos, inovadores, empresários e agentes de mudança estão reunidos neste sábado 21 de setembro, em Nova Iorque, para o Encontro de Cúpula da Juventude sobre o Clima.

O objetivo é pressionar líderes internacionais a tomarem medidas de prevenção da mudança climática.

A ONU News conversou com Jayathma Wickramanayake sobre a importância da participação dos jovens.

Enviada para a Juventude da ONU
  • Por que é necessário reunir a juventude para discutir a mudança climática?

Existem 1,8 bilhão de jovens no mundo. Este é a maior juventude de toda a história. É fundamental que eles participem das decisões sobre o futuro do planeta, sobre o futuro deles. A greve escolar por ação climática começou com a ativista sueca, Greta Thunberg, em Estocolmo, e se espalhou pelo mundo, demonstrando que os jovens não só querem ação climática, mas querem estar à mesa na hora da decisão.  A hora de tomar ação é agora.

Este Encontro de Cúpula da Juventude sobre o Clima, que ocorre na sede da ONU, reunirá líderes-chave do movimento da juventude pelo clima e também oferecer uma chance ao eles de falarem a uma audiência global e maior. São cerca de 1 mil jovens de todo o mundo que participarão do evento e muitos outros acompanharão a Cúpula pela internet.

ONU
  • Você acredita que este movimento é um sinal de que os adultos, que estão no poder, não estariam fazendo o suficiente?

Está claro que o combate à mudança climática precisa do engajamento das pessoas, jovens e adultos, ricos e pobres, de países desenvolvidos e em desenvolvimento.

Os jovens querem e merecem ter um papel neste processo, que deveria ser participativo, e as greves escolares por ação climática, que surgiram deste desejo de chamar a atenção de líderes globais para que atuem nessa questão.

Assim como a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável sublinha que os jovens são os baluartes do desenvolvimento sustentável, eles também são pensadores, executores e inovadores desta mesma agenda. Eles têm interesse no futuro do planeta porque eles vão herdá-lo. São esses jovens que sofrerão o impacto de um clima em mutação.

NASA
  • O que acha que este Encontro de Cúpula deverá alcançar?

O encontro é uma plataforma para líderes jovens e organizações de juventude a mostrar as ações que estão tomando para reduzir a mudança climática com o objetivo de manter os níveis de temperatura global em 1.5 º Celsius e em níveis pré-industriais.

E maio, eu lancei um desafio chamado Soluções de Verão sobre invenções criativas de soluções tecnológicas sobre o clima. Estas invenções servem também para desenvolver ferramentas técnicas e energizar a economia circular, um sistema econômico para eliminar o lixo e reaproveitar os recursos.

As melhores ideias serão destacadas em 23 de setembro no Encontro de Cúpula sobre Ação Climática, convocado pelo secretário-geral.

Foto ONU/Kim Haughton

Mas retornando à Cúpula da Juventude, ela também tem um componente intergeracional que continuará na Cúpula dos Chefes de Estado e Governo permitindo a ativistas tanto do sul como do norte globais a questionarem os líderes políticos sobre a ação deles para mitigar a mudança climática.

  • E que passos práticos sairão desta interação entre líderes internacionais e os jovens?

A proposta é priorizar a interação com os líderes de governos nacionais, o setor privado e a sociedade civil. Espero que um grande número de países se comprometa a consultar os jovens ao formular políticas, planos e legislações sobre o clima.  Espera-se também que ao facilitar estes intercâmbios, líderes corporativos se comprometam com ensinar e aprender de jovens empreendedores, de empresas comandadas por jovens, muitos deles estão na liderança do desenvolvimento de soluções sobre mudança climática.

Foto ONU/Mark Garten
  • Uma participação-chave neste evento é a de Greta Thunberg. Qual é a importância dela?

Os jovens pensam, sentem e fazem as coisas de forma diferente dos mais velhos. E isto é incrivelmente válido no momento em que enfrentamos, o que o secretário-geral da ONU chamou de crise existencial da mudança climática.

Greta é um modelo incrível de inspiração para os jovens de todo o mundo e um símbolo poderoso do desejo deles de tomar uma ação para prevenir a mudança climática. O fato de ela chamar a atenção de líderes de todo o mundo é um grande feito. Ela está criando um movimento poderoso a favor do clima que não pode ser ignorado. Eu também tenho muito orgulho dos ativistas do sul global, que talvez não estejam recebendo muita atenção da mídia, como por exemplo Venessa de Uganda, Timothy de Fiji e milhares de outros advogados e ativistas que se tornaram os maiores aliados de Greta Thunberg ao redor do mundo.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud