Banco Mundial apoia conferência sobre o futuro das cidades
BR

18 setembro 2019

Ao longo desta semana, evento em São Paulo discutirá temas de planejamento e gestão urbanos; objetivo é discutir os desafios trazidos pela rápida urbanização em todo o mundo.

A Plataforma Global para Cidades Sustentáveis, Gpsc, liderada pelo Banco Mundial, a Prefeitura de São Paulo e o Programa Cidades Sustentáveis realizam nesta semana a conferência Catalisando Futuros Urbanos Sustentáveis. O evento será realizado em São Paulo e reunirá prefeitos, gestores municipais e especialistas em cidades de todo o Brasil e exterior. 

O objetivo é discutir os desafios trazidos pela rápida urbanização em todo o mundo. Entre eles, estão as mudanças climáticas, que aumentam os riscos de desastres, especialmente para os pobres e vulneráveis.

Sameh Wahba é diretor da pratica global de desenvolvimento urbano do Banco Mundial. Foto: Banco Mundial/Lois Goh

Soluções

Outra meta do encontro é abrir espaço para o compartilhamento de soluções.  Na quarta-feira, uma mesa-redonda reunirá prefeitos de vários locais do mundo. 

O diretor da prática global de Desenvolvimento Urbano do Banco Mundial, Sameh Wahba, é um dos que participarão do debate. O egípcio pretende focar nas oportunidades que a conferência pode trazer.  

“Estamos ansiosos para trabalhar com nossos parceiros no Brasil e no mundo inteiro para vincular o conhecimento ao investimento na construção das cidades de baixo carbono, cidades resilientes e sustentáveis. O Banco está trabalhando com várias cidades no Brasil para transformar essas cidades em cidades sustentáveis, como as cidades de Fortaleza, de Porto Alegre... O Banco está trabalhando com as cidades nas questões de renovação urbana, na melhoria dos ativos ambientais e melhorar a competitividade das cidades.”

O Banco Mundial esta trabalhando para tornar cidades como Porto Alegre mais sustentáveis. Foto: Banco Mundial/Mariana Ceratti

Planejamento e Gestão

Na conferência, nove sessões temáticas discutirão tópicos centrais do planejamento e gestão das cidades, incluindo biodiversidade, financiamento do desenvolvimento urbano sustentável, desigualdades de gênero e raça, geração de oportunidades, trabalho e renda. Também terão como foco dados geoespaciais, inclusão e habitação a preços acessíveis, participação social, desenvolvimento orientado para o trânsito e regeneração urbana. 

Esses temas estão alinhados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs das Nações Unidas para 2030 e aos três pilares de conhecimento do Gpsc, que são sustentabilidade, planejamento na gestão urbana integrada e finanças municipais. 

A estimativa é de que 800 pessoas participem do evento. Entre elas, estão líderes urbanos, servidores públicos, profissionais do urbanismo, pesquisadores acadêmicos, jornalistas, especialistas de instituições financeiras, organizações internacionais, ONU, líderes do setor privado e organizações da sociedade civil.  

*Reportagem:  Mariana Ceratti, do Banco Mundial

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Primeira brasileira vencedora do prêmio Jovens Campeões da Terra quer “salvar vidas na África”

Projeto de Anna Luísa Beserra purifica água por meio de radiação ultravioleta e teve inspiração no Semiárido do país; angolana Adjany Costa foi outra dos sete premiados.

Unesco lança guia online para conscientização de estudantes sobre importância dos oceanos

Comissão Oceanográfica Intergovernamental, COI, apresentou programa de Cultura Oceânica; iniciativa inclui site para promover conscientização e intercâmbio de conhecimentos; guia e kit de ferramentas buscam integrar a cultura oceânica nas escolas do mundo todo.