Assembleia Geral encerra sessão com “maior número de resoluções” adotadas em anos

16 setembro 2019

Os 193 Estados-membros adotaram 341 resoluções até o fim da temporada que termina este setembro; secretário-geral elogia liderança da quarta mulher que presidiu o órgão; 74ª sessão da Assembleia Geral inicia esta terça-feira em Nova Iorque.

A Assembleia Geral das Nações Unidas encerrou esta segunda-feira o seu 73º período de sessões com 341 resoluções adotadas pelos Estados-membros. O número de determinações aprovadas é um dos mais altos em vários anos.

Com este encerramento, abre-se espaço para o início da 74ª sessão do órgão na terça-feira. Nova Iorque será o centro das atenções do mundo na próxima semana, com os líderes mundiais participando no debate de alto nível da Assembleia Geral.

Mandato

Na sessão do balanço, a presidente cessante do órgão, María Fernanda Espinosa, destacou os pontos altos do seu mandato. Entre eles está a prática introduzida nesse período de dar informações de maneira formal aos Estados-membros.

A representante disse que a cada três meses, essa medida foi “muito útil, especialmente para as missões menores” que não podem cobrir todos os itens da agenda para que se pudessem informar sobre o que era partilhado.

O secretário-geral, António Guterres, elogiou María Fernanda Espinosa como “uma defensora do multilateralismo” que tornou as Nações Unidas “relevantes para todos”. O representante destacou que a presidente cessante fez a promoção da consulta, da colaboração e do consenso.

Para o chefe da ONU, em um mundo em rápida mudança, as questões mais urgentes da humanidade “estão cada vez mais interligadas”.

Tecnologia

Guterres destacou temas como crise climática, fluxos migratórios, a crescente desigualdade, ondas de intolerância, aproveitamento da tecnologia para o bem destacando que questões globais exigem soluções globais.

Para o secretário-geral, diante da plataforma universal para construir consenso para o bem comum, teve “privilégio” de trabalhar com a assembleia sob a liderança de Espinosa, a quarta mulher que presidiu o órgão.

O chefe da ONU elogiou as “ambiciosas prioridades” definidas para a sessão que terminou ao abordar questões cruciais de impacto e preocupação internacional.

Entre elas estão igualdade de gênero, migração e refugiados, trabalho decente para todos, proteção ambiental, direitos das pessoas com deficiência e acesso de vozes juvenis para promover a paz e a segurança e revitalizar o trabalho da ONU.

Mulheres

Guterres elogiou ainda o compromisso de Espinosa com o fim da poluição por plásticos e disse estar confiante de que seu “mandato bem-sucedido abrirá caminho para aumentar a participação das mulheres na esfera política em todo o mundo e acelerar o progresso em direção à igualdade de gênero dentro e fora da ONU”

O secretário-geral apontou questões debatidas, levantadas e realizadas na 73ª sessão considerando um testemunho do que pode ser alcançado através da cooperação internacional. Guterres mencionou a adoção de dois Pactos Globais sobre Migração e Refugiados.

O chefe da ONU destacou que reformas abrangentes continuaram “em um ritmo e escala sem precedentes” no período que termina “para tornar a organização mais ágil, eficaz e eficiente - e para melhor servir 'nós, os povos' do mundo”.

Guterres mencionou o 75º aniversário da ONU, a ser celebrado em 2020, agradecendo Espinosa pela “liderança e parceria”. Ele disse que estar ansioso para trabalhar com o presidente eleito Tijjani Muhammad-Bande, da Nigéria, que oficialmente assumiu as funções na segunda-feira.

Planeta

O secretário-geral destacou que juntos ambos continuarão avançando com a missão de construir um mundo mais pacífico e próspero para todos em um planeta saudável.

Cinco encontros de cúpula e centenas de eventos paralelos estão agendados para a semana dos debates de Alto Nível que deverá abordar as principais questões que o mundo enfrenta.

Foto ONU/Eskinder Debebe
Abertura da 74º Assembleia Geral da ONU.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

ONU inicia Assembleia Geral que este ano reúne cerca de 150 chefes de Estado e governo

Abertura solene acontece uma semana antes dos discursos de líderes mundiais;  temas em destaque na nova sessão incluem paz e segurança, erradicação da pobreza e fome zero.

Espinosa: “Foi muito intenso, muito trabalho duro, mas também muitas conquistas”

Presidente da Assembleia Geral reflete sobre trabalho realizado durante mandato; em entrevista à ONU News, representante fala sobre temas que marcaram o ano, como mulheres, jovens, mudança climática e migração.