Confrontos na República Centro Africana deixam soldado da paz ferido e 24 combatentes mortos

Capacates azuis da ONU escoltam um comboio da UNICEF  na República Centro-Africana, em setembro de 2018.
Unicef/Ashley Gilbertson
Capacates azuis da ONU escoltam um comboio da UNICEF na República Centro-Africana, em setembro de 2018.

Confrontos na República Centro Africana deixam soldado da paz ferido e 24 combatentes mortos

Paz e segurança

Boina azul está em situação estável; homens e mulheres da ONU continuam a realizar patrulhas extensas na cidade e arredores; situação está mais calma.

Confrontos no sábado em Birão a República Centro Africana, causaram ferimentos a um soldado da paz e a morte de 24 combatentes. O boina azul está em situação estável. 

Segundo a Missão da ONU no País, Minusca, o combate entre o Movimento para a Libertação do Povo da RCA e a Frente Popular para a Renascença da RCA começou depois de um ataque mal sucedido. 

Soldado de paz egípcio da missão da ONU na República Centro-Africana, Minusca, ajuda a distribuir água na capital Bangui.
Soldado de paz egípcio da missão da ONU na República Centro-Africana, Minusca, ajuda a distribuir água na capital Bangui., by Minusca/Hervé Serefio

Resposta 

Os soldados da paz responderam a esses desenvolvimentos e, na tentativa de intervir entre os dois lados, um dos elementos foi atingido por uma bala. O comandante da Força da Minusca está tendo encontros para facilitar o fim das hostilidades.

Não há relatos de vítimas civis. Desde 1 de setembro, quase 14 mil pessoas se deslocaram na região para fugir dos confrontos e ficar perto das instalações locais da Minusca.

Quanto aos 24 combatentes que perderam a vida, 18 pertenciam ao Movimento para a Libertação do Povo da RCA e seis à Frente Popular para a Renascença da RCA.

Os soldados da paz continuam a realizar patrulhas extensas na cidade e arredores.