Bahamas: ONU diz que “o tempo está passando” para ajudar quem perdeu tudo no furacão Dorian
BR

8 setembro 2019

Avião humanitário com 1,5 toneladas de suprimentos do Unicef chegou às Bahamas; estimativa é de que 18 mil crianças nas ilhas de Ábaco e Grand Bahama tenham sido afetadas pelo furacão Dorian.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, anunciou a chegada a Nassau, nas Bahamas, de um avião com quase 1,5 toneladas de suprimentos que ajudarão a fornecer acesso a água potável a mais de 9.5 mil crianças e famílias afetadas pelo furacão Dorian.

A primeira remessa de suprimentos de itens humanitários do Unicef foi transportada pela Federação Internacional da Cruz Vermelha e Sociedades do Crescente Vermelho, IFRC, e inclui mais de 400 mil comprimidos de purificação de água, vários tanques de 5 mil litros para pelo menos 2 mil pessoas e 1 mil galões. Os suprimentos devem ser distribuídos às comunidades afetadas nos próximos dias.

A Guarda Costeira dos EUA apoia os esforços de resposta nas Bahamas após o furacão Dorian., by Guarda Costeira dos EUA - Distrito 7

Furacão 

A estimativa é de que 18 mil crianças nas ilhas de Ábaco e Grand Bahama tenham sido expostas ao impacto do furacão Dorian. De acordo com o Unicef, muitas necessitam de assistência humanitária urgente. 

A agência da ONU aponta que as estimativas são baseadas nos números iniciais da Agência de Gerenciamento de Emergências em Desastres do Caribe.

O diretor regional adjunto do Unicef para a América Latina e o Caribe, Youssouf Abdel-Jelil, destacou que ”as crianças e suas famílias que sobreviveram ao furacão perderam suas casas, seus meios de subsistência, seus parentes e ficaram com pouca água ou comida.” Ele disse que “o tempo está passando para que eles recebam assistência humanitária” e que “quase cinco dias após o furacão, a água potável é agora o item mais urgente e valioso para salvar vidas, especialmente para mães e crianças.”

Abaco

Na sexta-feira, o Unicef pôde acessar Ábaco, a área mais atingida pelo furacão Dorian. A equipe no terreno testemunhou devastação e destruição generalizadas. 

Em Marsh Harbour e nos arredores, escolas e hospitais foram destruídos, casas e estradas desabaram e segundo o Unicef, carros e barcos estão pendurados nas árvores.

O reconhecimento aéreo e avaliações preliminares indicam que as inundações podem ter comprometido os sistemas de água e saneamento em Ábaco e nas áreas de Grand Bahama. O Unicef alerta que a falta de água potável e saneamento adequado coloca crianças e famílias em risco de contrair doenças transmitidas pela água.

Ajuda Humanitária

Segundo Abdel-Jelil, “a escala total da destruição no solo ainda está sendo avaliada, mas as avaliações iniciais indicam que em algumas partes do Abaco, estradas, portos acrescentou que “a infraestrutura danificada torna a entrega de ajuda humanitária extremamente desafiadora” e que “as famílias mais vulneráveis, especialmente as crianças, serão provavelmente as mais difíceis de alcançar.” acrescentou.

Após a passagem do furacão Dorian, uma equipe do Unicef foi rapidamente enviada para as Bahamas. Neste sábado, uma missão conjunta de avaliação rápida da ONU ocorreu na área mais afetada de Abaco para avaliar o acesso a serviços críticos, como saúde, educação e instalações de abrigo. 

O Unicef está trabalhando com o governo para iniciar a distribuição de suprimentos capazes de salvar vidas às famílias o mais rápido possível, em colaboração com agências da ONU e outros parceiros humanitários.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância fez um pedido urgente de US$ 4 milhões para ampliar sua resposta humanitária e atender às necessidades mais imediatas de crianças e famílias nas Bahamas, incluindo acesso a água potável e saneamento básico, nutrição, apoio psicossocial e atividades de educação não formais.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Bahamas confirmam 30 mortos e 70 mil desabrigados devido ao furacão Dorian

Casos fatais podem aumentar de forma significativa; autoridades alertam sobre contaminação com esgoto e falta de água potável; ONU oferece socorro para cobrir necessidades das vítimas com abrigos e recursos de água, saneamento e higiene.

ONU descreve “grande devastação” após passagem do furacão Dorian pelas Bahamas

No aquipélago, chefe humanitário quer acelerar operação de auxílio para salvar vidas; pelo menos 20 pessoas perderam a vida devido à tempestade; furacão voltou a ganhar força avançando agora com categoria 3 para a costa dos Estados Unidos.