ONU manifesta solidariedade por passagem do furacão Dorian

3 setembro 2019

Para María Fernanda Espinosa comunidade internacional deve estar pronta para ajudar vítimas da tempestade que passou pelas Bahamas; situação levou a ser declarada emergência pelas autoridades dos estados norte-americanos da Florida, Geórgia, Carolina do Norte e do Sul.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, disse estar profundamente triste com “a terrível devastação causada pelo furacão Dorian” cujo impacto tem sido sentido nas Bahamas.

Em nota, emitida pelo seu porta-voz, António Guterres expressa solidariedade com o povo e o governo afetados. O chefe da ONU disse ainda que as Nações Unidas continuarão apoiando os esforços de resgate e socorro liderados pelas autoridades locais.

Atlântico

De acordo com agências de notícias, o furacão Dorian causou uma devastação "sem precedentes" nas Bahamas. O primeiro-ministro Hubert Minnis alertou que a tempestade continua ainda "extremamente perigosa" e lembrou que foi o segundo furacão mais forte já visto no Oceano Atlântico.

A presidente da Assembleia Geral, María Fernanda Espinosa, disse estar solidária com todos os afetados pela destruição e devastação provocadas pelo furacão Dorian. 

Em mensagem publicada no Twitter, a representante destaca que tem acompanhado a situação de perto e apelou a comunidade internacional que esteja pronta para ajudar. Agências de notícias informaram que as inundações deixaram vários carros virados e árvores destruídas. Pelo menos 13 mil casas teriam sido danificadas ou destruídas, segundo a Cruz Vermelha Internacional.

Ventos

A tempestade chegou à costa das Bahamas como um furacão de categoria cinco, mas esta segunda-feira passou para a categoria quatro, com ventos a uma velocidade de cerca de 250 km / h.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA destaca que a tempestade segue para a costa leste da Florida. Os estados norte-americanos da Florida, Geórgia, Carolina do Norte e do Sul declararam emergência.

ONU/Jean Marc Ferré
António Guterres disse que as Nações Unidas continuarão apoiando os esforços contínuos de resgate e socorro.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud