Crise humanitária na República Centro-Africana é a terceira maior do mundo

25 agosto 2019

Quase 3 milhões de pessoas precisam de ajuda humanitária; Programa Mundial de Alimentação pretende mais do que dobrar seu apoio e, para isso, são necessários mais US$ 35,5 milhões até o final de 2019.

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, está a chamar a atenção global para crise humanitária na República Centro-Africana, a terceira maior do mundo depois do Iêmen e da Síria.

Segundo a agência, quase 3 milhões de pessoas precisam de ajuda humanitária. O conflito armado deixou 600 mil deslocados e 500 mil refugiados em países vizinhos.

Conflito

Acordo de paz na República Centro-Africana foi assinado a 6 de fevereiro, by Minusca

Durante visita ao país, o porta-voz da agência disse que “a situação se deteriorou ainda mais nos últimos 18 meses, resultando em um aumento significativo nas necessidades humanitárias.” 

Herve Verhoosel afirmou que “a assinatura do Acordo de Paz entre o Governo e 14 grupos armados em 6 de fevereiro de 2019 melhorou a estabilidade de certas áreas”, mas que “a situação humanitária permanece terrível.”

Cerca de 1,8 milhão de pessoas enfrenta grave insegurança alimentar. A desnutrição crônica em crianças menores de cinco anos atinge 38% de todos os meninos e meninas. Além disso, pelo menos uma em cada dez crianças com idades entre os dois e os seis anos sofre de desnutrição aguda.

Financiamento

Em resposta às crescentes necessidades urgentes, o PMA alterou suas metas e a qualidade da assistência às populações afetadas. A agência irá aumentar as distribuições gerais de alimentos e atividades de nutrição para crianças, mulheres grávidas e lactantes.

O PMA pretende mais do que dobrar seu apoio e, para isso, são necessários mais US$ 35,5 milhões até o final de 2019.

Atualmente, os quatro principais países doadores para as operações do PMA no país são os Estados Unidos, a Alemanha, o Canadá e a Suíça.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Portugal ainda poderá ter forças de paz na República Centro-Africana em 2021

Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas portuguesas disse à ONU News que opção tem sido considerada, apesar da operação de paz ser uma das que traz maiores desafios; 176 militares portugueses participam na missão das Nações Unidas.