Militares de Portugal em missões de paz no mundo

23 julho 2019

O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas portuguesas, almirante António Silva Ribeiro, disse à ONU News que o país continuará a participar ativamente em missões de paz no mundo.

Este foi um dos principais tópicos do encontro anual de chefias militares, que foi realizado este julho na sede das Nações Unidas.

Nesta entrevista, em Nova Iorque, o almirante António Silva Ribeiro realça como as forças de paz portuguesas contribuem e pretendem atuar nos próximos anos na República Centro-Africana. Esta missão é a que maiores desafios apresenta à atuação militar do país presente em 26 operações de paz.

O oficial fala também do apoio dado pelas forças portuguesas para salvar vítimas em situações de desastres na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp.

Um dos destaques é a contribuição para apoiar vítimas do ciclone Idai em Moçambique, que servirá para redefinir a forma de participação portuguesa em ações do campo humanitário.

“Todos os contributos são válidos para minorar o sofrimento das populações.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Portugal ainda poderá ter forças de paz na República Centro-Africana em 2021

Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas portuguesas disse à ONU News que opção tem sido considerada, apesar da operação de paz ser uma das que traz maiores desafios; 176 militares portugueses participam na missão das Nações Unidas.