Guterres pede mais ação pelo clima e cita calor na Europa, secas e tempestades

29 junho 2019

No G20, secretário-geral disse que esses eventos ocorrem ao mesmo tempo que esmorece a vontade política; declaração conjunta de ONU, China e França pede  ações contra as mudanças do clima após encontro em Osaka.

O secretário-geral das Nações Unidas e os ministros das Relações Exteriores da França e da China lançaram uma declaração conjunta pedindo ações contra a mudança climática, em sessão que aconteceu este sábado em paralelo à reunião do G20 em Osaka, no Japão.

A reunião que juntou António Guterres e os chefes da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian, e chinesa, Wang Yi,  marcou o segundo dia da cimeira dos lideres das 20 maiores economias mundiais.

Ambição

Na reunião trilateral, Guterres chamou a atenção para a  "situação difícil"  na ação climática, e agradeceu os compromissos dos dois países com o Acordo de Paris em prol de uma abordagem multilateral da questão.

António Guterres disse que a situação atual é pior do que o esperado. Ele apontou exemplos como a  onda de calor na Europa, as secas e as tempestades que acontecem em momento marcado pela "vontade política que está desaparecendo" no mundo.

Para o secretário-geral é preciso um impulso na vontade política, quando as alterações climáticas ocorrem mais depressa do que a ação para trava-la, existem falhas em nível de políticas em "algumas áreas do mundo" e houve "pouco sucesso" na reunião recente sobre o tema realizada em Bona, na Alemanha.

Guterres disse estar claro que deve ser limitado o aumento da temperatura a 1,5º C até o final do século e definido o roteiro para atingir esse objetivo, segundo recomenda o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, Ipccc.

Finanças

O chefe da ONU afirmou ainda que é preciso um aumento significativo na ambição em áreas como mitigação, ambição, adaptação e finanças para o clima.

Ele defendeu os esforços para ajudar a alcançar a meta de US$ 100 bilhões por ano dos setores privado e público para apoiar os países em desenvolvimento, através do Fundo Verde para o Clima.

Guterres destacou ainda que a Cúpula do Clima em setembro, em Nova Iorque, vai acontecer um ano antes da revisão dos compromissos sobre as contribuições determinadas pelos países. Para ele, essas medidas serão absolutamente decisivas para  aumentar a ambição antes da COP25 no Chile.

G20 Osaka Summit 2019
Líderes mundiais na reunião do G20 em Osaka no dia 28 de junho de 2019.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

No G20, Guterres pede atenção a mudanças climáticas e implementação da Agenda 2030

Secretário-geral revelou que questões serão prioritárias no seu apelo aos líderes das maiores economias do mundo; reunião de Osaka também destacará economia global, instabilidade na região do Golfo e disputas comerciais e tecnológicas.