No G20, Guterres pede atenção a mudanças climáticas e implementação da Agenda 2030
BR

28 junho 2019

Secretário-geral revelou que questões serão prioritárias no seu apelo aos líderes das maiores economias do mundo; reunião de Osaka também destacará economia global, instabilidade na região do Golfo e disputas comerciais e tecnológicas.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu mais esforços aos líderes do grupo das 20 maiores economias do mundo, G20, para lidar com as mudanças climáticas e questões relacionadas à implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O chefe das Nações Unidas declarou a jornalistas esta sexta-feira em Osaka, no Japão, que na reunião vai mencionar essencialmente as questões da mudança climática e da implementação da Agenda 2030, sobre as quais “estamos ficando para trás".

Segundo o Programa da ONU para o Meio Ambiente, Pnuma, a mudança climática já afeta comunidades e economias em todo o mundo e esses impactos continuarão a intensificar-se. Foto: Pnud Maláui

Consequências

Guterres disse que a mudança climática avança mais rápido que as ações para travar o problema, e os desastres naturais estão se tornando mais frequentes, mais intensos e mais dramáticos com consequências humanitárias piorando em todo o mundo.

O secretário-geral destacou ainda que todas as análises feitas mostram que a situação, em termos práticos, é pior do que foi prevista e que a vontade política tem falhado. Para ele, esse é um paradoxo que precisa ser ajustado.

Guterres fará um apelo aos líderes que participam na reunião para um compromisso muito mais forte de seus países para a ação climática. Ele pediu aos Estados que respeitem as medidas sugeridas pela comunidade científica para salvar o planeta.

Recursos

O outro apelo feito à comunidade internacional é que acelere a mobilização de todo o tipo de recursos para implementar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O chefe da ONU enfatizou o papel do setor privado para que possam ser alcançadas essas metas e destacou que sem este segmento “seria impossível alcançar esses objetivos.”

Em 2015, os países adotaram a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e 17 objetivos mobilizar esforços para o fim da pobreza, combate às desigualdades e às mudanças climáticas, para garantir que ninguém seja deixado para trás.

G20 Osaka Summit 2019
Líderes mundiais na reunião do G20 em Osaka no dia 28 de junho de 2019.

Mecanismos

Guterres disse que muito ainda precisa ser feito para aumentar a conscientização e mostrar as oportunidades que existem e criar mecanismos para reduzir os riscos.

Dos líderes do G20, o representante espera ainda que possam usar essa plataforma multilateral para tratar de preocupações da ONU, como incertezas na economia global, instabilidade na região do Golfo e disputas comerciais e tecnológicas.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Europa tem a primeira onda de calor do ano

Aquecimento provocado por massas de ar quente da África, estabelecem novos recordes de temperatura diurna e noturna para junho; para Organização Meteorológica Mundial, OMM, calor representa um risco para a saúde das pessoas e para o meio ambiente.

Alerta sobre risco de “apartheid climático” que pode empurrar mais de 120 milhões de pessoas para a pobreza

Relatório ao Conselho de Direitos Humanos destaca que países pobres podem ser os mais afetados; especialista independente aponta consequências como insegurança alimentar, baixos níveis de rendimentos e saúde.