Guterres: número de refugiados e deslocados é “o dobro do que era há 20 anos”
BR

20 junho 2019

Esta quinta-feira, 20 de junho, marca o Dia Mundial do Refugiado; lema deste ano é #CaminheComOsRefugiados; em 2018, mais de 70 milhões de mulheres, crianças e homens foram forçados a fugir da guerra, do conflito e da perseguição.

O secretário-geral da ONU disse que no Dia Mundial dos Refugiados, marcado em 20 de junho, presta “solidariedade aos mais de 70 milhões de mulheres, crianças e homens, refugiados e deslocados internos, que foram forçados a fugir da guerra, do conflito e da perseguição.”

Venezuelanos na fronteira entre Equador e Peru, by Acnur/Hélène Caux

Em mensagem publicada nesta quinta-feira, António Guterres disse que “este é um número impressionante” e que representava “o dobro do que era há 20 anos.”

Solidariedade

Segundo o chefe da ONU, a maioria dos deslocados forçados veio de apenas alguns países, como Síria, Afeganistão, Sudão do Sul, Mianmar e Somália. Nos últimos 18 meses, outros milhões fugiram da Venezuela.

Neste Dia Mundial, Guterres disse que queria “reconhecer a humanidade dos países que abrigam refugiados, mesmo quando enfrentam seus próprios desafios econômicos e preocupações de segurança.” Ele acredita que a comunidade internacional deve “combinar sua hospitalidade com desenvolvimento e investimento.”

O secretário-geral considerou “lamentável” que o exemplo destes países não seja seguido por todos. Ele acredita que é necessário “restabelecer a integridade do regime de proteção internacional.”

Guterres lembrou ainda o Pacto Global sobre Refugiados, adotado em dezembro passado em Marrocos, dizendo que “oferece um modelo para uma resposta atual aos refugiados.” Segundo ele, “o que os refugiados mais precisam é de paz.”

Campanha

O lema do Dia Mundial do Refugiado este ano é #CaminheComOsRefugiados - Dê um passo no Dia Mundial dos Refugiados

Em todo o mundo, comunidades, escolas, empresas, grupos religiosos e pessoas de todas as classes sociais estão dando passos em solidariedade aos refugiados. A iniciativa faz parte de uma campanha da Agência das Nações Unidas para os Refugiados, Acnur,

Em sua mensagem, Guterres afirma que “milhões de pessoas em todo o mundo juntaram-se à campanha do Dia Mundial dos Refugiados do Acnur e dão passos, grandes e pequenos, em solidariedade com os refugiados.”

O secretário-geral termina a mensagem com uma pergunta: “Você também vai dar um passo com os refugiados?”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Guerra, perseguição e conflito provocaram fuga recorde de 70,8 milhões de pessoas em 2018

Chefe do Acnur diz que é importante que países vizinhos da Venezuela mantenham fronteiras abertas; Filippo Grandi lembra que cerca de metade dos refugiados em todo o mundo são crianças.