Conselho de Segurança tem cinco novos membros não-permanentes BR

Reunião esta terça-feira, em Nova Iorque, foi liderada pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson
Foto ONU: Eskinder Debebe
Reunião esta terça-feira, em Nova Iorque, foi liderada pelo primeiro-ministro britânico, Boris Johnson

Conselho de Segurança tem cinco novos membros não-permanentes

Assuntos da ONU

Níger, Tunísia, Vietnã, São Vicente e Granadinas e Estônia devem ocupar assentos do órgão no biénio 2020-2021; início do mandato será a 1º de janeiro; Grupo da Europa Ocidental e Outros não disputou nenhuma vaga na eleição de 2019.

A Assembleia Geral das Nações Unidas elegeu esta sexta-feira cinco novos membros não-permanentes do Conselho de Segurança.

Os vencedores foram Níger, Tunísia, Vietnã, São Vicente e Granadinas e Estônia que conquistaram as vagas distribuídas por regiões. Os Estados-membros eleitos este ano assumirão seus cargos em 1º de janeiro de 2020 e servirão até 31 de dezembro de 2021.

A Assembleia Geral das Nações Unidas.
A Assembleia Geral das Nações Unidas elegeu cinco novos membros não permanentes do Conselho de Segurança da ONU em 7 de junho de 2019. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Grupos

Com 191 votos cada um, o Níger e a Tunísia foram candidatos pelo Grupo Africano, cujo assento é atualmente ocupado pela Guiné Equatorial e pela Cote d’Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim.

Do Grupo Ásia-Pacífico foi eleito o Vietnã com 192 votos. O assento regional é agora ocupado pelo Kuwait.

As ilhas São Vicente e Granadinas obtiveram 185 votos ao concorrer pelo Grupo América Latina e Caribe para substituir o Peru.

Europa

Já a Estónia, que se candidatou pelo Grupo da Europa Oriental, deverá ocupar o lugar da Polónia.

O Grupo da Europa Ocidental e Outros não disputou nenhuma vaga este ano. Os dois assentos regionais continuam com a Bélgica e a Alemanha até 2020, quando forem eleitos os próximos representantes para o biénio seguinte.