Cerca de 600 milhões de pessoas adoecem após consumo de alimentos contaminados

6 junho 2019

Em dia mundial, ONU promove segurança alimentar como meta para todos; eventos em Nova Iorque analisam dietas saudáveis.

As Nações Unidas marcam, pela primeira vez, o Dia Mundial da Segurança Alimentar neste 7 de junho. Segundo a organização, 600 milhões de pessoas adoecem após ingerir alimentos contaminados, o que equivale a uma em cada 10 pessoas no mundo.

A situação causa 420 mil mortes a cada ano, provocando a perda de 33 milhões de anos de vida saudável.

Produção

O tema da celebração é Segurança Alimentar, Questão de Todos, para promover o reconhecimento do assunto como uma tarefa coletiva.

De acordo com a organização, a forma como os alimentos são produzidos, armazenados, processados e consumidos afeta a segurança dos alimentos.

A ideia é destacar o papel da segurança alimentar em assegurar que os alimentos continuam seguros nas etapas da cadeia alimentar que vão desde a produção, a colheita, o processamento, o armazenamento, a distribuição, a preparação até ao consumo.

Foto: Banco Mundial/Maria Fleischmann
Custos de comida mostram ainda uma subida de preços de 3,3% em relação a setembro de 2018.

Alimentos Contaminados

Em Nova Iorque, os eventos para marcar a data devem analisar os resultados das duas conferências de segurança alimentar, além de discutir como pode ser incentivada a adoção de dietas saudáveis. Outra meta é discutir como as Nações Unidas podem apoiar os esforços para melhorar a segurança alimentar.

O efeito de alimentos inseguros por conter bactérias, vírus, parasitas ou substâncias químicas nocivas são mais de 200 doenças que variam de diarreia até ao câncer.

Crianças com menos de cinco anos sofrem de 40% de doenças transmitidas pelo consumo de alimentos inseguros, que causam 125 mil mortes a cada ano.

Sistemas de Saúde

De acordo com a organização, as doenças diarreicas que resultam do consumo de alimentos contaminados afetam 550 milhões de pessoas e causam 230 mil mortes a cada ano.

Na ligação entre segurança alimentar, nutrição e segurança alimentar, os alimentos inseguros criam um círculo vicioso de doenças e de desnutrição. Essa situação afeta principalmente bebês, menores de idade, idosos e doentes, segundo a ONU.

A organização aponta que entre os problemas provocados pelo consumo de alimentos está o impacto sobre o desenvolvimento socioeconômico, pelo impacto sobre sistemas de saúde e economias nacionais e áreas como turismo e comércio.

 

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud