Guterres destaca “energia e otimismo dos jovens” em Dia da África

25 maio 2019

Secretário-geral disse que houve “um salto quântico na cooperação” entre Nações Unidas e União Africana; tema desse ano é refugiados, retornados e deslocados internos.

O secretário-geral da ONU disse que “a energia ilimitada e o otimismo dos jovens africanos estão impulsionando o continente para uma nova era de desenvolvimento sustentável.”

Este sábado, 25 de maio, marca o Dia da África. Guterres disse que o esforço desses jovens pode ajudar a implementar a Agenda 2063, da União Africana, em alinhamento com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Secretário-geral com uma jovem aluna na Etiópia , by Foto ONU/Antonio Fiorente

Exemplo

Em nota, o representante lembrou uma visita à Etiópia, no início de 2019, em que passou algum tempo com alunas de 34 países africanos que estavam aprendendo a codificar.

Ele disse que elas “não estavam apenas desenvolvendo suas habilidades, estavam desafiando estereótipos de gênero e adotando a tecnologia digital inclusiva que será fundamental para levar o continente em direção a um futuro de baixo carbono e resiliente ao clima.”

Parceria

Guterres lembrou que, no Dia da África, se marca o 56º aniversário da fundação da União Africana e se celebra “a criação de soluções africanas para desafios africanos.”

O chefe da ONU disse que, desde que assumiu o cargo em 2017, colocou a parceria estratégica entre as Nações Unidas e a União Africana como uma prioridade.

Ele disse ter orgulho de dizer que “houve um salto quântico na cooperação”, destacando a institucionalização de conferências anuais, os novos quadros conjuntos sobre paz e segurança e desenvolvimento sustentável, e a Declaração Conjunta sobre cooperação. A ONU também apoia iniciativas da União Africana como o Silenciamento das Armas até 2020 e a Rede de Mulheres Líderes Africanas.

Sobre as agendas das duas organizações, Guterres disse que “erradicar a pobreza é a prioridade primordial de ambas” e que trabalham “em estreita colaboração nos planos de desenvolvimento nacional e na cooperação para desbloquear novas oportunidades na Área de Comércio Livre Continental Africana.”

Refugiados

O secretário-geral felicitou a União Africana pela escolha do tema desse ano, “Refugiados, retornados e deslocados internos: Rumo a soluções duradouras para o deslocamento forçado na África”.

Segundo ele, “o compromisso da África com a segurança e a dignidade dos refugiados é um exemplo para o mundo.” O representante afirmou que se deve “fazer da prevenção e resposta ao deslocamento forçado um elemento central da agenda de desenvolvimento sustentável, não apenas na África, mas em todo o mundo.”

O chefe da ONU também referiu parcerias para combater as alterações climáticas, dizendo que “é a questão que define o nosso tempo.”

Ele lembrou que “o continente africano faz uma contribuição insignificante para a mudança climática, mas está sofrendo algumas de suas consequências mais dramáticas e arrasadoras.”

O secretário-geral termina a mensagem dizendo que “a ênfase renovada na parceria estratégica entre as Nações Unidas e a União Africana já produz resultados.”

Segundo ele, é preciso “construir sobre estas bases sólidas para tornar a cooperação mais eficaz, eficiente e reforçada.”

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud