Indústria: Brasil é o segundo país mais competitivo da América Latina

8 maio 2019

Relatório da Unido avaliou performance de 150 países; Moçambique é dos países onde as exportações mais cresceram; Alemanha é o país mais competitivo do mundo em termos industriais.

O Brasil é segundo país da América Latina mais competitivo em termos industriais. Esta é uma das conclusões de um relatório da Organização da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Unido.

Relatório

O relatório destaca ainda o caso de Moçambique. O país ocupa agora a 125º posição deste ranking, tendo registado um dos maiores crescimentos nas exportações e na competitividade.​​​​​​​Banco Mundial/John Hogg

A publicação analisa a capacidade de 150 países de produzir e exportar bens manufaturados, a sua modernização tecnológica e o seu impacto no mercado mundial.

O Relatório de Desempenho Industrial Competitivo de 2018 baseia-se na análise de oito indicadores que são usados ​​para construir um índice composto, amplamente conhecido como Índice CIP.

Alemanha, Japão e China são os países que lideraram o ranking de 2018.

Brasil

O relatório dá conta que a produção industrial das economias emergentes industrializadas aumentou substancialmente nos últimos anos.

Em 2016, estes países produziram 40% do valor acrescentado de produção, mais do dobro do que em 1990.

Este crescimento industrial foi impulsionado em grande parte pela Índia, China, Brasil, Indonésia e México.

O Brasil é agora o 35º país mais competitivo do mundo e o segundo na região da América Latina, atrás do México.

De acordo com a Unido, os setores manufatureiros no México, Brasil e Argentina continuam a ser os mais competitivos da América Latina, enquanto a maioria dos países do Caribe continuam a ocupar posições mais baixas deste índice.

Moçambique

O relatório destaca ainda o caso de Moçambique. O país ocupa agora a 125º posição deste ranking, tendo registado um dos maiores crescimentos nas exportações e na competitividade.

Juntamente com a China, o Mianmar, o Vietnam e o Uganda, Moçambique foi dos países em que a taxa média anual de crescimento nas exportações ficou acima de 13%, mais do dobro da média mundial.

Lusófonos

O relatório mostra ainda que Portugal é o país lusófono melhor qualificado neste ranking, ocupando a 31ª posição, sendo o único do bloco a ser considerado como “país industrializado.” Angola ocupa agora o 130º lugar, seguida por Cabo Verde na 136ª posição.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

ONU defende utilização do hidrogénio para reduzir energias poluentes

Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial pede mais cooperação com governos e setor privado; relatório define próximos passos e implementação; hidrogénio permite melhor armazenamento de energia.

ONU apoia programa de US$ 180 milhões para reduzir exposição ao mercúrio

Projeto visa proteger trabalhadores da mineração de ouro artesanal e de pequena escala em oito países; setor representa maior fonte de emissões de mercúrio; cerca de 15 milhões de pessoas têm sua saúde em risco, incluindo 600 mil crianças.