Agência da ONU aumenta apoio a vítimas do ciclone Kenneth em Moçambique 

4 maio 2019

O Programa Mundial de Alimentação, PMA, está aumentando o apoio às comunidades no norte de Moçambique, atingidas na semana passada pelo ciclone Kenneth, a segunda maior tempestade tropical do país em seis semanas. 
 

Neste momento, foram conseguidos apenas apenas metade dos US$ 140 milhões necessários para a resposta de emergencia do PMA ao ciclone Idai, que atingiu as províncias centrais em meados de março. 

Dificuldades

Chegada de mantimentos do PMA a Moçambique , by PMA/Deborah Nguyen

A agência da ONU diz que a gravidade do ciclone Kenneth está dificultando o alcance de muitas áreas. Mais de 26 mil das 215 mil pessoas afetadas receberam rações de comida de emergência.

Quanto ao Idai, o PMA já chegou a 1,4 milhão dos 1,8 milhão de pessoas afetadas.
Os dois ciclones destruiram pelo menos 750 mil hectares de plantações, agravando os níveis de insegurança alimentar, que já eram altos. Muitos dos pequenos produtores, que produzem a maior parte da comida do país, precisarão de apoio saté a próxima colheita principal ,em meados de 2020.

Antes dos ciclones, 43% dos moçambicanos eram considerados como cronicamente desnutridos, uma das taxas mais altas de África. A taxa para Cabo Delgado, a província mais atingida por Kenneth, era de 53%.

Chuvas

Prevê-se mais chuva para o norte nos próximos dias, aumentando a preocupação de que os rios possam transbordar, precipitando mais inundações e necessidades adicionais de emergência.

O PMA enviou para Pemba, capital de Cabo Delgado, dois helicópteros que transportam alimentos e outros bens essenciais para as comunidades inacessíveis por estrada. Também está ajudando a restabelecer as redes de telefone e dados, acelerando as respostas.

O PMA está também trabalhando com as autoridades nacionais para avaliar e mapear a gravidade dos danos usando drones.

A agência também destacou mais funcionários para a região, incluindo um coordenador de emergência, especialistas em logística e em telecomunicações.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud