Guterres afirma que “uma imprensa livre é essencial para a paz”

Unesco destaca que o Estado de direito deve garantir o fim do uso da violência.
ONU/Violaine Martin
Unesco destaca que o Estado de direito deve garantir o fim do uso da violência.

Guterres afirma que “uma imprensa livre é essencial para a paz”

Direitos humanos

Este 3 de maio é o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa; tema do ano é relação entre jornalismo e eleições; secretário-geral disse que tecnologia é muitas vezes usada para enganar a opinião pública.

O secretário-geral da ONU declarou que “uma imprensa livre é essencial para a paz, a justiça, o desenvolvimento sustentável e os direitos humanos.”

António Guterres publicou uma mensagem sobre o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, marcado na sexta-feira, 3 de maio.

Democracia

O chefe das Nações Unidas disse que “nenhuma democracia está completa sem acesso a informação transparente e confiável.” Para ele, isso é “a pedra angular para a construção de instituições justas e imparciais, responsabilizando líderes e falando a verdade a quem detém o poder.”

O tema desse ano é “Mídia para a Democracia: Jornalismo e Eleições em Tempos de Desinformação”. Guterres diz que “fatos, não inverdades, devem guiar as pessoas na escolha de seus representantes.”

Mensagem de Guterres sobre Dia Mundial da Liberdade de Imprensa

Segundo ele, a tecnologia transformou as maneiras com as quais são recebidas e compartilhadas informações, mas “muitas vezes ela é usada para enganar a opinião pública ou para impulsionar a violência e o ódio.”

O secretário-geral afirma que “o espaço cívico tem se reduzido no mundo todo a um ritmo alarmante” e que “com a retórica contra a mídia aumentando, também crescem a violência e o assédio contra jornalistas, incluindo mulheres.”

Ataques

Guterres diz que está “profundamente preocupado com o crescente número de ataques e a cultura da impunidade.” Cerca de 100 jornalistas foram assassinados em 2018. Centenas destes profissionais estão presos, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.

Mulher nos arredores de Bissau vota nas eleições legislativas.
Mulher nos arredores de Bissau vota nas eleições legislativas. , by Alexandre Soares

O chefe da ONU afirma que “quando trabalhadores da meios de comunicação se tornam alvo, as sociedades como um todo pagam o preço.” E termina a mensagem pedindo a todos que “defendam os direitos dos jornalistas, cujos esforços ajudam a construir um mundo melhor para todos.”

Eventos

Em 2019, a celebração do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa é uma iniciativa da Organização da Agência da Unesco, da União Africana e do governo da Etiópia. A capital etíope, Adis Abeba, acolhe os eventos principais entre quarta e sexta-feira.

Segundo a organização, o tema desse ano pretende “discutir os desafios atuais enfrentados pelos meios de comunicação nas eleições, juntamente com o potencial da mídia em apoiar os processos de paz e reconciliação.”