Semana Mundial da Imunização foca na segurança e importância das vacinas
BR

24 abril 2019

Região das Américas quer imunizar cerca de 70 milhões de pessoas contra doenças preveníveis; Unicef destaca que vacinas salvam até 3 milhões de vidas por ano; para iniciativa global, tema de 2019 é #AsVacinasFuncionam.

Na região das Américas, a meta da Semana de Vacinação, que acontece entre 20 e 27 de abril, é imunizar cerca de 70 milhões de pessoas contra doenças preveníveis por vacinas.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, a campanha na região, que tem como tema “Proteja sua comunidade. Faça sua parte. #VacineSe”, tem como foco especial acabar com os surtos de sarampo que ocorrem em vários países e, assim, proteger os avanços alcançados na região.

A estimativa é de que 1,5 milhão de crianças tenham morrido de doenças evitáveis pela vacinação em 2017., by Foto: Unicef/Seyba Keïta

Sarampo

A iniciativa, que foi lançada em Cuibá, no estado brasileiro de Mato Gross,  conta com a participação de 45 países e territórios da região. 

A Opas destaca que para interromper os surtos de sarampo, é fundamental que os países consigam aumentar a cobertura de vacinação para que pelo menos 95% de toda a população receba 2 doses da vacina contra o sarampo, incluindo profissionais de saúde e populações em situações vulneráveis.

Venezuela e Colômbia

A Semana de Vacinação nas Américas teve início em 2003 como parte da resposta a um surto endêmico de sarampo na região, que ocorreu entre a Venezuela e a Colômbia em 2002.

Durante o período de 17 anos, mais de 740 milhões de pessoas de todas as idades foram vacinadas contra uma ampla gama de doenças.

Este ano, o Brasil implementou uma campanha massiva contra a gripe, visando alcançar 50 milhões de pessoas. Outros 11 países, entre eles o Chile, a Colômbia e o Peru, também realizarão campanhas contra a gripe dirigidas a vários grupos, em preparação ao aumento da circulação do vírus nos próximos meses.

Febre Amarela

A meta de 16 países da região é de também atingir populações em situação de vulnerabilidade, incluindo gestantes, trabalhadores da saúde, idosos, populações indígenas, portadores de doenças crônicas, pessoas privadas de liberdade e trabalhadores penitenciários, entre outros grupos de risco ocupacional e populações vulneráveis.

Ao menos quatro países, Bolívia, Brasil, Colômbia e Equador estão incluindo a vacinação contra a febre amarela em áreas de risco para a doença.

Campanha Mundial

Em nível global, este 24 de abril marca o início da Semana Mundial da Imunização. O tema da campanha deste ano, que encerra no dia 30 de abril, é #AsVacinasFuncionam.

O objetivo é informar as pessoas sobre a importância das vacinas e enfatizar que elas são seguras. Segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, as vacinas salvam até 3 milhões de vidas por ano.

Unicef destaca que por cada US$ 1 gasto na imunização infantil, há um retorno de cerca de US$ 44., by Foto: Unicef/Yurko Dyachyshyn

Benefícios

Em todo o mundo, as vacinas permitiram que menos 80% de pessoas morressem de sarampo entre 2000 e 2017 e a pólio está prestes a ser erradicada, com apenas 33 casos detectados no Paquistão e Afeganistão.

Em relação ao benefício económico, a agência destaca que por cada US$ 1 gasto na imunização infantil, há um retorno de cerca de US$ 44.

Dados da Organização Mundial da Saúde, OMS, indicam que em 2017, um total de 116,2 milhões de crianças foram imunizadas, o maior número já registrado. No entanto, todas as metas de eliminação de doenças, incluindo sarampo, rubéola e tétano materno e neonatal estão atrasadas.

A estimativa é de que 1,5 milhão de crianças tenham morrido de doenças evitáveis pela vacinação em 2017.

Surtos

A OMS aponta ainda que nos últimos dois anos o mundo viu a ocorrência de diversos surtos de sarampo, difteria e várias outras doenças que podem ser prevenidas com vacinas.

A maior parte das crianças que estão deixando de ser imunizadas são aquelas que vivem nas comunidades mais pobres, marginalizadas e afetadas por conflitos.

Como parte da campanha de 2019, o Unicef fez uma parceria para potenciar o alcance da mensagem com a Fundação Bill & Melinda Gates, a Organização Mundial de Saúde, OMS, e a Aliança Global para Vacinas e Imunização, Gavi.

A Fundação Bill & Melinda Gates deve contribuir com US$ 1 para a agência por cada post ou compartilhamento de post nas redes sociais usando a hashtag #AsVacinasFuncionam durante o mês de abril, até US$ 1 milhão, para garantir que todas as crianças recebem as vacinas necessárias.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud