ONU destaca “grande sucesso” da Conferência sobre Cooperação Sul-Sul

22 março 2019

Enviado do secretário-geral, Jorge Chediek disse à ONU News que este tipo de cooperação tem “mostrado ser um instrumento essencial para melhorar as condições de vida da humanidade”; encontro que termina esta sexta-feira reúne mais de mil pessoas.  

O enviado do secretário-geral sobre Cooperação Sul-Sul, Jorge Chediek, disse à ONU News* que “a conferência Buenos Aires + 40 tem sido um grande sucesso”.

Termina esta sexta-feira, na capital argentina, a Segunda Conferência Internacional de Alto Nível sobre Cooperação Sul-Sul, ou BAPA + 40, que reúne mais de mil pessoas, incluindo líderes políticos, do setor privado e da sociedade civil.

Objetivos

Enviado do secretário-geral sobre Cooperação Sul-Sul, Jorge Chediek , by ONU Foto/Rick Bajornas

Chediek disse que o encontro serviu para mostrar a importância deste tipo de cooperação e o impacto que tem tido no desenvolvimento internacional. 

“A comunidade internacional confirmou a importância da Cooperação Sul-Sul, 40 anos depois do Plano de Ação de Buenos Aires e depois de a Cooperação Sul-Sul ter mostrado ser um instrumento essencial para melhorar as condições de vida da humanidade. As parcerias entre os países do Sul têm obtido resultados extraordinários nos processos de desenvolvimento de muitos países.”

O tema do encontro foi cooperação entre os países em desenvolvimento, ou países do “Sul Global”. Segundo a organização, este tipo de cooperação representa uma oportunidade para alcançar a Agenda 2030, acordada por mais de 190 países em 2015, com o objetivo de acabar com a fome e a pobreza extrema em todo o mundo.

O enviado do secretário-geral explicou que o encontro também serviu para debater o futuro deste tipo de cooperação.

“Ao mesmo tempo, depois de aceitar esse progresso, a conferência estabelece um novo compromisso político dos países do mundo, mas também do setor privado, da academia e das Organizações Não Governamentais para se engagar, ainda mais, nesta modalidade de cooperação que é absolutamente indispensável para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.”

Segundo a ONU, estes países contribuíram para mais da metade do crescimento mundial nos últimos anos, o chamado comércio intra-sul é maior do que nunca, e as remessas de trabalhadores migrantes para países de baixa e média renda atingiram US$ 466 bilhões no ano passado.

Importância

Guterres identificou cinco questões que considera fundamentais para implementar o Acordo de Paris e alcançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. , by ONU News

Na abertura do encontro, na quarta-feira, o secretário-geral da ONU afirmou que graças à cooperação Sul-Sul, “milhões de mulheres, homens e crianças saíram da pobreza extrema.”

Segundo António Guterres, nos últimos 40 anos “os países em desenvolvimento alcançaram algumas das mais rápidas taxas de crescimento económico já registadas.”

Sobre o tema da desigualdade, o chefe da ONU afirmou que a Cooperação Sul-Sul “será vital para garantir o apoio mútuo e o intercâmbio de melhores práticas, para melhorar a adaptação e aumentar a resiliência dos países em desenvolvimento e das comunidades que enfrentam os impactos devastadores das mudanças climáticas.”

A Cooperação Sul-Sul resulta da adoção do Plano de Ação de Buenos Aires para a Promoção e Implementação da Cooperação Técnica entre Países em Desenvolvimento, BAPA, por 138 Estados-membros da ONU na Argentina, a 18 de setembro de 1978.

* Entrevista de Laura Quinones

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Conferência de Alto Nível da ONU sobre Cooperação Sul-Sul: o que é e porque é importante?

Encontro reúne lideres políticos, do setor privado e da sociedade civil em Buenos Aires, 40 anos depois do primeiro encontro; António Guterres participa na abertura do evento esta quarta-feira.