Cabo Verde pode inspirar países com escassez de água  para agricultura

22 março 2019

FAO encerra 1º Fórum Internacional sobre Escassez de Água na Agricultura na Cidade da Praia; encontro reuniu mais de 200 especialistas mundiais; diretora-geral adjunta da agência, Maria Helena Semedo mencionou tecnologias inovadoras do arquipélago para gerir a água para lidar com seca. 

Mais de 200 especialistas mundiais em gestão de águas agrícolas reunem-se até esta sexta-feira na Cidade da Praia, em Cabo Verde, no 1º Fórum Internacional sobre Escassez de Água na Agricultura.

O fim do encontro que começou na terça-feira coincide com a celebração do Dia Mundial da Água.

Objetivos

Diretora-geral adjunta da FAO, Maria Helena Semedo, by FAO/Roberto Cenciarelli

A diretora-geral adjunta da FAO, Maria Helena Semedo, disse esperar “que os participantes atuem sob os compromissos assumidos durante o fórum para facilitar a realização da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.”

Para a representante, outros países podem se inspirar no exemplo de Cabo Verde, que “está a adotar tecnologias inovadoras de gestão da água para lidar com a seca, que o país está a atravessar.”

O evento foi organizado no contexto do Quadro Global para a Água na Agricultura, Wasag, com o patrocínio do Governo de Cabo Verde. Colaboram também a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, o Ministério das Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais da Itália, Mipaaft, e o Serviço Federal de Agricultura da Suíça, Foag.

Um dos objetivos foi realizar acordos sobre ações prioritárias para enfrentar a crescente pressão dos impactos das mudanças globais na escassez de água na agricultura.

Temas

Com foco em Cabo Verde, Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, Sids, e países da África Ocidental, os participantes do fórum discutiram como o problema pode ser abordado e transformado numa oportunidade para o desenvolvimento sustentável e para a segurança alimentar e nutricional.

O Quadro Global para a Água na Agricultura foi criado em 2017 pela FAO e reúne mais de 60 parceiros, incluindo governos, agências da ONU, instituições académicas e organizações da sociedade civil e do setor privado de todo o mundo.

Segundo a ONU, todos estes parceiros estão “comprometidos em identificar e implementar respostas concretas para abordar em conjunto a escassez de água na agricultura, num mundo onde as alterações climáticas são uma preocupação.”

Uma das principais metas é apoiar os governos e outras partes na realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ODSs.

Neste momento, o Quadro Global trabalha em seis áreas prioritárias, como água e migração, água e nutrição, agricultura salina e uso sustentável da água na agricultura. Também se dedica à preparação para secas e mecanismos financeiros para a gestão sustentável dos recursos hídricos.

 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud