Recordes marcam eleições legislativas na Guiné-Bissau

10 março 2019

As eleições legislativas de domingo na Guiné-Bissau ficam marcadas pelo maior número de candidatos de sexo feminino a deputados e de partidos concorrentes aos 102 assentos do Parlamento.  Recentemente, a Assembleia Nacional guineense aprovou uma lei que impõe a quota mínima de 36% de mulheres nas listas de candidatos a deputados. 

O repórter Alexandre Soares destaca esse tema após acompanhar a votação e a contagem de votos em Bissau. O enviado especial da ONU News aguarda agora a divulgação de resultados do pleito durante esta semana.

O processo eleitoral que teve 761 mil pessoas elegíveis para votar contou com o apoio técnico e logístico das Nações Unidas.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Missão política da ONU saúda “eleições pacíficas e com orgulho cívico” na Guiné-Bissau

Comissão Nacional de Eleições disse que escrutínio decorreu sem grandes problemas; para alto funcionário da ONU, presença da organização vai continuar após fecho da missão política prevista para 2020; resultados preliminares são esperados na segunda-feira. *

Guiné-Bissau: Comissão Eleitoral destaca ambiente “calmo e muito sereno” em dia das eleições legislativas

Mais de 90% das mesas de assembleia de voto abriram na hora prevista; órgão pede civismo, tolerância, diálogo construtivo, serenidade e sentido de responsabilidade aos envolvidos.*