“Igualdade de gênero é essencialmente uma questão de poder”
BR

8 março 2019

Em evento na ONU, secretário-geral defende que domínio masculino ignorou, silenciou e oprimiu as mulheres durante séculos e até milênios; Assembleia Geral anuncia evento de alto nível #WomeninPower para interação de líderes atuais e futuros.

A igualdade de gênero é essencialmente uma questão de poder em um mundo dominado por homens, segundo o secretário-geral das Nações Unidas.

António Guterres  falava  esta sexta-feira, em Nova Iorque,  na celebração do Dia Internacional da Mulher onde destacou que o mundo de domínio masculino “ignorou, silenciou e oprimiu as mulheres durante séculos e até milênios”.

Transformação

A ONU Mulheres realizou o evento que marcou a data com o tema "Pense Igual, Desenvolva Inteligência, Inove para  Mudar". O encontro teve como objetivo identificar soluções inovadoras para ajudar a promover a igualdade de gênero e a transformar a vida das mulheres.

A presidente da Assembleia Geral, María Fernanda Espinosa, a vice-secretária-geral, Amina Mohammed, a chefe de Gabinete do secretário-geral, Maria Luiza Ribeiro Viotti e outras representantes da organização juntaram-se a dezenas de executivos, cientistas e sociedade civil.

Para María Fernanda Espinosa, investir na liderança de mulheres jovens não apenas beneficiará seu próprio futuro, mas também de suas comunidades inteiras.

A Assembleia Geral anunciou o evento de alto nível #WomeninPower que acontece na terça-feira, 12 de março, e vai envolver jovens para promover a orientação e o diálogo entre os líderes do presente e do futuro.

ONU Mulheres/Kyle Espeleta
A diretora-executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, afirmou que “a ciência e a inovação podem trazer benefícios que mudam a vida.

Desafios

O evento teve discursos de líderes femininas como a presidente da 63ª Sessão da Comissão sobre o Estatuto da Mulher, Cedaw, Geraldine Byrne Nason e a diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Perante os participantes, Guterres disse que as celebrações deste ano acontecem num momento em que o mundo enfrenta muitos desafios globais. Entre eles estão  a mudança climática, a desigualdade, os conflitos armados, as emergências humanitárias e o enfraquecimento do compromisso com o multilateralismo.

O chefe da ONU disse que a igualdade de gênero e os direitos das mulheres são fundamentais para abordar cada um deles.

Para Guterres, investir em mulheres e respeitar seus direitos humanos é a maneira mais segura de erguer comunidades, empresas e países e alcançar a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

O secretário-geral disse ainda que quanto mais se adia a igualdade de gênero, mais se perde. Guterres pediu uma nova visão de igualdade e oportunidade para que metade da população mundial possa contribuir para o sucesso mundial.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud

 

Rastreador de notícias: últimas sobre o tema

Especial: ONU recebe milhares de delegadas na Comissão sobre Estatuto da Mulher

Países lusófonos participam no fórum que é dos maiores que aborda direitos femininos no mundo; ONU News falou com representantes de Portugal, Cabo Verde e Moçambique; Cplp organiza debate sobre combate ao feminicídio.

Dia Internacional da Mulher reúne líderes da ONU em apelo por mais inovação

Tema deste 8 de março é “Pense Igual, Desenvolva Inteligência, Inove para Mudar”; Nações Unidas falam de trilhões de dólares que poderiam apoiar o desenvolvimento se houvesse participação igualitária das mulheres na força de trabalho.