Guterres reitera princípios humanitários em encontro com chefe da diplomacia da Venezuela
BR

23 fevereiro 2019

Reunião do secretário-geral com ministro de Relações Exteriores da Venezuela aconteceu na sexta-feira; António Guterres reiterou princípios da humanidade, neutralidade, imparcialidade e independência na ação com instituições do país para apoiar necessitados.

As Nações Unidas acolheram um encontro do secretário-geral, António Guterres, com o ministro de Relações Exteriores da Venezuela, Jorge Arreaza. Foi a terceira reunião entre as duas partes em apenas algumas semanas. 

Durante o encontro, em Nova Iorque, ambos discutiram a situação no país e na região. Guterres fez um apelo para que as autoridades venezuelanas não usem força letal contra os manifestantes.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, by Foto ONU/Eskinder Debebe

Necessidade

O chefe das Nações Unidas também reiterou que a organização age de acordo com princípios humanitários da humanidade, neutralidade, imparcialidade e independência, trabalhando com instituições venezuelanas para ajudar às pessoas necessitadas.

Em meio à crescente incerteza econômica e política, a ONU tem apoiado instituições locais fornecendo kits médicos para mulheres e crianças. Equipes de ajuda também estão oferecendo 100 mil doses de tratamento para a desnutrição aguda severa. 

Seis abrigos temporários foram instalados nos estados venezuelanos localizados na fronteira ocidental para abrigar 1,6 mil pessoas. Outra meta é oferecer proteção e informações, além de kits famílias contendo alimentos e roupas.

Doenças

A Organização Mundial da Saúde, OMS, confirmou que continua trabalhando com as autoridades por meio da Organização Pan-Americana da Saúde, Opas, principalmente para prevenir e controlar as doenças transmissíveis e crônicas. Campanhas de imunização foram realizadas para deter a disseminação do sarampo e da difteria.

Para tentar ajudar 3,6 milhões de venezuelanos, incluindo 2 milhões de crianças, o escritório de Coordenação de Assistência Humanitária da ONU, Ocha, fez um apelo por uma verba de quase US$ 110 milhões.
 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud